PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Chuvas intensas em PE provocam deslizamento e uma pessoa morre em Olinda

Equipes de resgate procuram por soterrados no Córrego do Abacaxi, em Olinda - Reprodução/TV Globo
Equipes de resgate procuram por soterrados no Córrego do Abacaxi, em Olinda Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

25/05/2022 10h31Atualizada em 25/05/2022 14h00

As chuvas intensas em Pernambuco já deixaram um morto, um ferido e duas pessoas soterradas nesta manhã, informou a prefeitura de Olinda. A primeira morte confirmada ocorreu em um deslizamento de terra no Córrego do Abacate. Segundo a Defesa Civil, uma pessoa se feriu levemente após o desastre.

Outras duas pessoas foram dadas como soterradas por moradores no Córrego do Abacaxi, na Rua Santos, onde também houve deslizamento de terra. Mais cedo, o Corpo de Bombeiros havia confirmado uma morte, mas a corporação retificou a informação. Agora, equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros estão no local fazendo buscas no local.

Desde cedo, a região vem enfrentando transtornos causados pelas chuvas. A Secretaria de Educação de Olinda suspendeu as aulas presenciais da rede municipal e a Prefeitura também anunciou a suspensão da campanha de vacinação contra a covid-19 em razão do temporal.

recife - Reprodução/Prefeitura do Recife - Reprodução/Prefeitura do Recife
Nas últimas 48 horas contingente de funcionários trabalhando na limpeza de ruas e no resgate de pessoas ilhadas foi reforçado
Imagem: Reprodução/Prefeitura do Recife

Recife também vem sofrendo com a chuva e já registra 80% das precipitações esperadas para todo o mês de maio apenas nas últimas 48 horas. A informação foi confirmada pelo prefeito da cidade, João Campos (PSB), que mostrou informações alarmantes colhidas por um painel de monitoramento da administração municipal.

O grande acúmulo de chuva em um período curto de tempo - com áreas como o bairro de Dois Unidos registrando 103 mm de chuva em apenas seis horas - levou a Defesa Civil municipal a disparar um alerta recomendando que os moradores que não fazem parte de serviços essenciais fiquem em suas casas.

"Esses dados são de agora, vou mostrar aqui pra vocês: Essa colina são as últimas 6 horas: 103 mm em Dois Unidos e tem outros pontos aqui com 100 mm, são volumes muito grandes. E não é só o volume, é a intensidade, em um período muito curto", explicou João Campos em suas redes sociais.

O prefeito ainda anunciou a suspensão imediata das aulas na rede municipal, recomendando que as instituições de ensino privado seguissem a recomendação pelo menos no período da manhã.

O acumulado de chuva das últimas 48 horas no Recife chega a 260 mm, 80% do esperado para todo o mês. Em meio ao caos, pelo menos 40 pessoas tiveram de ser resgatadas de suas casas, na região da parte alta de Rio Largo, onde três ruas ficaram completamente inundadas.

Cotidiano