Conteúdo publicado há 6 meses

Homem que matou amiga por causa de R$ 5 é condenado a 13 anos de prisão

Um homem foi condenado a 13 anos de prisão em regime fechado por matar uma amiga que se negou a emprestar R$ 5. O crime aconteceu em outubro de 2021, no Núcleo Bandeirante (DF), cidade-satélite de Brasília.

O que aconteceu

Tribunal do Júri condenou Edvaldo Lopes dos Santos a 13 anos de prisão. A sentença será cumprida inicialmente em regime fechado, segundo decisão do Tribunal do Júri do Núcleo Bandeirante. O crime aconteceu há quase dois anos, em 28 de outubro de 2021.

Homem matou amiga depois que ela se negou a emprestar R$ 5. Segundo o processo, Edvaldo e Jaqueline Araújo da Silva discutiram porque ela não quis dar dinheiro ao amigo, que queria comprar drogas. Durante a briga, Edvaldo atingiu Jaqueline com golpes de faca no tórax. A motivação do crime foi considerada "fútil" pelo MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios).

Edvaldo pode recorrer da sentença, mas não em liberdade. O Tribunal do Júri considerou que Edvaldo tem "maus antecedentes", uma vez que havia outras duas condenações desfavoráveis ao acusado já transitadas em julgado (isto é, sem possibilidade de recurso). O UOL tenta localizar a defesa do acusado para pedir um posicionamento sobre a decisão.

Além de [Edvaldo] ser reincidente, com maus antecedentes, o crime foi praticado de forma brutal, com golpes de faca -- elementos que, somados, demonstram a atual periculosidade do condenado e o risco que a sua soltura acarreta à ordem pública. A prisão cautelar deve ser mantida para garantia da ordem pública.
Juiz presidente do Júri de Núcleo Bandeirante (DF)

Deixe seu comentário

Só para assinantes