Conteúdo publicado há 5 meses

400 mil imóveis seguem sem luz em SP; Enel diz normalizar até terça

Cerca de 400 mil consumidores continuam sem energia elétrica na cidade de São Paulo após o temporal que atingiu o estado na sexta-feira (3).

O que aconteceu:

A Enel informou ter retomado o fornecimento de energia elétrica para 83% dos clientes afetados. Na sexta-feira (3), foram registrados ventos de mais de 100 km/h, o que derrubou árvores e prejudicou a fiação elétrica.

A previsão da Enel, empresa responsável pela distribuição de energia, é normalizar o serviço em todo o estado até terça-feira (7).

A empresa reiterou que o vendaval que atingiu a região "foi o mais forte dos últimos anos e provocou danos severos na rede de distribuição" e disse que os profissionais da companhia "seguem trabalhando 24 horas por dia para agilizar os atendimentos e normalizar o fornecimento para quase a totalidade dos clientes até esta terça-feira".

As rajadas de vento foram as maiores já registradas pelo CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) da Prefeitura de São Paulo desde 1995, quando os dados começaram a ser computados.

Sete pessoas morreram em decorrência da chuva no estado. As mortes foram registradas em São Paulo, Ilhabela, Osasco, Santo André, Suzano e Limeira.

Até o momento, a Enel diz ter restabelecido 76% da distribuição de energia em São Paulo. Segundo a empresa, 2,1 milhões de pessoas foram afetadas pela falta de luz causada pelo temporal que atingiu o estado. Desse total, 1,6 milhão teve a distribuição normalizada.

Com Estadão Conteúdo

Deixe seu comentário

Só para assinantes