SP não vai ter greve do metrô amanhã; entenda paralisação de ônibus

Os trabalhadores do Metrô não devem parar amanhã (1). Em meio a uma disputa interna pela liderança do SindMotoristas (Sindicato dos Motoristas e Cobradores de ônibus de São Paulo), um grupo de motoristas de ônibus declarou que pode paralisar suas atividades.

O que aconteceu?

Ao UOL, funcionários afirmam que a maioria dos motoristas e cobradores de ônibus pretende aderir à paralisação, marcada para iniciar às 0h desta sexta-feira.

A greve foi decidida como forma de protesto contra a decisão judicial que suspendeu as eleições para a diretoria do sindicato. A Justiça atendeu ao pedido de uma das chapas que participaram da eleição, impondo uma multa de R$ 50 mil a Edivaldo Santiago da Silva, líder da chapa 4.

Edivaldo venceu as eleições internas com 14 mil votos (de um total de 20 mil). A Justiça também determinou a publicação de um novo edital para as eleições até 28 de dezembro e que urnas eletrônicas devem ser solicitadas ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

Na semana passada, motoristas fecharam terminais de ônibus também em protesto pela votação da diretoria do sindicato.

A reportagem buscou a Prefeitura de São Paulo para saber se a gestão municipal foi informada e se há um plano para amanhã, mas não obteve retorno.

Sindicato é contrário à greve

Em oposição ao grupo que ameaça entrar em greve amanhã, o sindicato publicou uma nota nas redes sociais declarando ser contrário à paralisação. O texto é assinado pelo presidente Valdevan Noventa, ex-deputado federal.

Essas pessoas buscam coagir o Poder Judiciário para validarem de qualquer maneira uma eleição viciada e fraudulenta, obtendo vantagem manifestamente indevida e ilícita.
Trecho de nota do SindMotorista

Continua após a publicidade

O sindicato também considera a decisão uma "exploração política" e uma forma de "obter vantagens indevidas". O presidente afirma que a entidade solicitará a prisão dos responsáveis pela greve.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora