Conteúdo publicado há 2 meses

Análise: 'Justiceiros' têm viés racial e foi assim que nasceram milícias

'Justiceiros' que estão atuando no Rio de Janeiro têm viés racial e foi assim que nasceram as milícias. A análise é do apresentador e empresário Ad Junior durante o UOL News desta quarta-feira (6).

É muito importante a gente entender que esses grupos de justiceiros também têm um viés racial e é totalmente racializada a forma que eles vão ver. É claro que a gente está falando de um problema muito maior. apresentador e empresário Ad Junior

Mas jamais numa sociedade democrática que pensa nos limites da lei a gente vai viver em um lugar onde justiceiros terão a última palavra sobre quem é ou não culpado por um crime. Porque quando você vai para a rua você não tem critério. E o critério é racial, ou seja, não tem critério, mas o critério é racial. apresentador e empresário Ad Junior

Ad Junior diz que o atual momento no Rio de Janeiro é marcado pelo aumento da criminalidade e que houve outros períodos nas últimas décadas que grupos como os de agora também surgiram, dando origem até mesmo às milícias.

Esses grupos foram às ruas e começaram a se mobilizar porque nesse ano são 56% é o número do aumento de criminalidade registrado ali em Copacabana. Mas é importante lembrar que esse movimento que está acontecendo já aconteceu nos anos 90 em Copacabana e em 2015, em que grupos foram às ruas fazer justiça com as próprias mãos. apresentador e empresário Ad Junior

É um crime no código penal brasileiro e é aí que surgem as milícias no país. A gente viu as milícias surgirem dessa forma na década de 60, 90. Em 2015 vimos acontecer de novo. Estamos experimentando, infelizmente, a reação a uma violência exacerbada, mas que também é um crime. Aí que é nosso ponto nessa discussão. apresentador e empresário Ad Junior

O apresentador e empresário também comenta a visão histórica no Brasil de que pessoas negras são mais propensas a cometerem criminalidades.

Historicamente a gente teve no nosso país aquilo que eles chamavam de 'bandido nato' das políticas eugênicas e da chamada eugenia que aconteceu principalmente no século 19 e 20 que dizia que existia um tipo de bandido nato, ou seja, a visão do brasileiro para quem pode ou tem propensão a cometer um crime não é algo que vem do nada. apresentador e empresário Ad Junior

É uma criação sociológica, basicamente como nosso país se viu durante muitos anos. Quando esses grupos de extermínio ou de justiceiros começam a surgir, eles tem um rosto muito parecido com o meu [de homem preto] que é o rosto que primeiramente eles vão achar que estão ali para fazer mal à sociedade. apresentador e empresário Ad Junior

Continua após a publicidade

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora