Conteúdo publicado há 1 mês

Quem eram PM e a filha dele mortos após troca de tiros com criminoso em SP

Um policial militar e a filha dele foram mortos ontem (24) depois de ele trocar tiros com um criminoso no estacionamento de uma farmácia na zona norte de São Paulo. A ação foi gravada por uma câmera de segurança do estabelecimento.

Vejam quem eram eles:

Anderson de Oliveira Valentim

Valentim era cabo da PM e tinha 46 anos. Ele fazia parte da 3º Companhia do 7º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, no centro da capital paulista.

O PM tinha com a esposa um terreiro de umbanda na zona norte de São Paulo. Valentim compartilhava a rotina no terreiro pelas redes sociais e era engajado em causas sociais. Há vídeos dele distribuindo comida para moradores em situação de rua no centro da capital.

O grupo religioso lamentou a morte de pai e filha em uma nota divulgada nas redes sociais. "Comunico com profunda tristeza o falecimento de Alycia Perroni Valentim e Anderson Valentim. Este é um momento extremamente delicado, e peço a compreensão e o respeito de todos. Neste momento de luto, buscamos preservar nosso espaço e privacidade."

A Secretaria de Segurança Pública e a PM também lamentaram a morte do PM e da filha. "É com profundo pesar que lamentamos a perda de nosso irmão de farda (...) O cabo Anderson sempre atuou com dedicação e amor à causa pública, não medindo esforços para preservar vidas fazendo cumprir o juramento de proteger a sociedade", diz um trecho da nota divulgada pelo batalhão onde ele atuava.

Alycia Perroni Valentim

A filha do PM tinha 19 anos. Ela estudava direito numa faculdade privada em São Paulo.

Ela e o pai foram velados e enterrados na manhã de hoje. Segundo parentes, a cerimônia foi restrita a familiares e amigos e ocorreu em um cemitério na zona leste.

Continua após a publicidade

O que se sabe sobre o caso

Policial estava de folga e em trajes civis. Valentim estava no banco do motorista e a filha no banco de trás do carro no estacionamento de uma farmácia na avenida Nossa Senhora do Loreto, na Vila Medeiros. A esposa dele estava dentro da farmácia fazendo uma compra.

Três homens encapuzados e usando máscara cirúrgica se aproximam. De dentro do carro, o policial aponta a arma para eles. Dois dos suspeitos fazem um sinal para o policial com as mãos, enquanto um terceiro tenta abrir a porta da farmácia, que estava trancada. Ele se vira para seguir os outros dois, que caminhavam para longe do estabelecimento.

O policial desce do carro com a arma em punho, mas é atingido pelo homem que tentou abrir a porta da farmácia e vestia uma roupa preta. Os criminosos conseguiram fugir.

Valentim e a filha morreram no local, depois de terem recebido atendimento médico. O trio conseguiu fugir e um veículo GM Spin, utilizado por eles, foi localizado pela Polícia Militar, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. Pertences de criminosos foram encontrados no carro e coletados para perícia. O DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) foi acionado, e o caso foi registrado pelo 73º Distrito Policial (Jaçanã).

Continua após a publicidade

Polícia Civil informou que os três criminosos foram identificados e estão com prisão temporária decretada. Diligências começaram a ser realizada na tarde deste domingo (25) para deter o trio.

Deixe seu comentário

Só para assinantes