20 de janeiro ou 1º de março? Por que aniversário do Rio gera dúvida?

A data do aniversário da cidade do Rio de Janeiro provoca dúvidas: 20 de janeiro ou 1º de março? É possível ouvir respostas diferentes e há elementos históricos para isso.

O que aconteceu

Até 1956, celebrava-se a fundação da capital fluminense em 20 de janeiro, aniversário do padroeiro São Sebastião e feriado popular na cidade.

De lá para cá, o 1º de março passou a ser considerado o aniversário da cidade. Portanto, o Rio completa 459 anos nesta sexta-feira (1).

A mudança tem razão histórica e política. Enquanto o 1º de março faz referência ao momento em que Estácio de Sá chegou à Baía de Guanabara, em 1565, o dia em janeiro lembra a Batalha de Uruçumirim, dois anos depois, quando o domínio português no Rio foi consolidado. Para isso, no entanto, centenas de tamoios (entre eles o líder Aimberê) e cinco franceses foram mortos na região que hoje abriga o Outeiro da Glória. A guerra tirou ainda a vida do próprio Estácio, ferido por uma flecha.

O 20 de janeiro também é um marco importante do ponto de vista político. Agora, é uma data bélica. Mas no século 19 foi celebrada. A alteração reflete uma mudança de pensamento: substitui-se um feito militar por um momento de construção da civilização. Há claramente uma inflexão na forma de pensar a fundação da cidade, uma nova leitura do passado.
Paulo Knauss, professor do departamento de história da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Para o historiador, todo o período que vai da chegada de Estácio até a criação de um núcleo urbano, com a transferência da sede do Morro Cara de Cão (onde o português aportou) para o Morro do Castelo, constitui a formação do Rio.

A história da fundação da cidade certamente não se faz em um dia, trata-se de um processo. Essa cronologia caracteriza um processo.
Paulo Knauss.

Já o "janeiro", do nome da capital, se refere ao primeiro contato dos portugueses, em 1504, com a Baía de Guanabara, a qual pensaram se tratar da foz de um rio.

Hoje, 20 de janeiro é oficialmente só o dia de São Sebastião, padroeiro do Rio de Janeiro e de outras cidades brasileiras.

Continua após a publicidade

*Com informações de texto publicado em 15/01/2015.

Deixe seu comentário

Só para assinantes