Conteúdo publicado há 2 meses

SP: Porsche de acidente que matou homem é da empresa do pai do motorista

O carro de luxo dirigido por Fernando Sastre de Andrade Filho em acidente que causou a morte de um motorista de aplicativo na zona leste de São Paulo estava registrado no nome da empresa do pai dele.

O que aconteceu

O Porsche 911 Carrera, ano 2023, era de propriedade da empresa Comércio de Ferro e Material Para Construção F. Andrade Ltda. A informação consta no boletim de ocorrência da Polícia Civil.

Empresa tem R$ 100 mil de capital social, segundo dados da Receita Federal. Fernando Sastre de Andrade, pai do motorista do carro, consta como único sócio da companhia, aberta em 1993. A empresa trabalha com distribuição de aço e ferro para a construção civil, segundo descrição junto à Receita.

Defesa de Fernando foi procurada. O UOL entrou em contato com a advogada da família para saber o porquê de ele dirigir o carro da empresa do pai e se Fernando tinha alguma ligação com a companhia e aguarda retorno sobre o assunto. O espaço será atualizado tão logo haja retorno.

Motorista não foi encontrado após acidente

Mãe de Fernando alegou que o levaria a hospital. A mulher contou aos policiais que levaria o filho a uma unidade de saúde particular no bairro Vila Nova Conceição, a 14 quilômetros do local do acidente, para tratar "um leve ferimento na boca". A informação consta em boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil.

PMs alegaram foram até hospital e à casa do motorista, mas não o encontraram. Fernando não deu entrada em nenhum hospital da mesma rede particular para qual a mãe dele alegou que o levaria, informaram os PMs à Polícia Civil.

Dinâmica da ocorrência será analisada, informou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. "A Polícia Militar analisará a dinâmica da ocorrência para identificar eventual erro de procedimento operacional", diz nota. O órgão não informou se a averiguação será feita via corregedoria.

Deixe seu comentário

Só para assinantes