Conteúdo publicado há 29 dias

Prefeito anuncia construção de novo 'corredor humanitário' em Porto Alegre

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), anunciou, nesta sexta-feira (24), a construção de um novo 'corredor humanitário', idealizado para facilitar o deslocamento de veículos de emergência em meio às enchentes.

O que aconteceu

Obras já foram iniciadas e devem ser concluídas até a próxima segunda (27). Melo afirmou que a construção da passagem alternativa na avenida Assis Brasil será feita apenas para o uso de veículos emergenciais.

Tomamos a decisão de abrir mais um corredor humanitário na Av. Assis Brasil, entre a Fiergs e Freeway. Obras já começaram e devem ser concluídas até segunda-feira. Via será prioritariamente para que veículos emergenciais saiam da capital em direção à região metropolitana. Anúncio feito pelo prefeito Sebastião Melo

Este será o segundo corredor humanitário construído. O primeiro foi entregue à população gaúcha na segunda semana de maio.

Na ocasião, o caminho alternativo com duas faixas foi construído para ser utilizado por profissionais da área médica em atividades essenciais e ônibus intermunicipais e metropolitanos. Para que os ônibus tivessem acesso livre, eles deveriam ter um adesivo disponibilizado pela prefeitura às empresas, que deveria ser colado no para-brisa dianteiro dos veículos.

Trajeto foi estruturado para agilizar o abastecimento dos serviços essenciais da cidade, como oxigênio, água, alimentos e equipamentos de emergência. O caminho liga a área central de Porto Alegre, pelo Túnel da Conceição, com a avenida Castelo Branco e a BR-290 (Freeway).

Vídeos mostram buracos no primeiro corredor. Gravações divulgadas nas redes sociais, no entanto, revelam a dificuldade de motoristas para passar na estrada, que, após poucos dias de sua inauguração, já estaria com muitos buracos.

Enchentes que atingem o Rio Grande do Sul já deixaram 163 mortos. Há 2,3 milhões de pessoas afetadas pelas chuvas no estado. Dessas, 581 mil são consideradas desalojadas e outras 62 mil estão acolhidas em abrigos, segundo boletim divulgado na manhã desta sexta-feira (24).

Deixe seu comentário

Só para assinantes