Conteúdo publicado há 16 dias

Morre voluntário de 39 anos que caiu de veículo ao ajudar em resgates no RS

Morreu no sábado (25) o voluntário Adroaldo Gabana, 39, que estava internado após sofrer um acidente enquanto ajudava a resgatar vítimas das enchentes em Muçum (RS). Ele estava hospitalizado em estado grave desde o dia 7 de maio.

O que aconteceu

Morte do engenheiro agrônomo foi confirmada pela Prefeitura de Muçum no domingo (26). A gestão municipal escreveu nas redes sociais que o voluntário deixa "um legado de amor e solidariedade em todo o Rio Grande do Sul" e será sempre lembrado na cidade.

Prefeitura afirmou lamentar a morte de Adroaldo. Também foi prestada solidariedade aos familiares e amigos do engenheiro. A causa da morte não foi divulgada.

Prefeitura de Ciríaco (RS), onde o engenheiro morava com a família, divulgou nota de pesar. Ainda na postagem, feita no Facebook, a gestão municipal agradeceu ao homem pela contribuição ao esporte do município.

A reportagem apurou que o velório de Adroaldo foi realizado entre a noite de domingo e a manhã desta segunda-feira (27) no município de São Jorge (RS). Depois, a cerimônia fúnebre ocorreu em Ciríaco (RS).

O engenheiro agrônomo deixa a esposa e uma filha de seis anos.

Relembre o caso

O estado de saúde do homem era ''gravíssimo''. No dia 15, a esposa de Adroaldo, Jocenia Propodoski, disse ao UOL que um eletroencefalograma feito mostrava que o cérebro do engenheiro tinha atividade, mas ele seguia em coma.

Adroaldo Gabana sofreu traumatismo craniano após cair da caçamba de uma caminhonete e bater a cabeça. Acidente ocorreu em Muçum e o voluntário foi transportado com urgência para Lajeado por um helicóptero da FAB (Força Aérea Brasileira) no dia 7 de maio. O engenheiro chegou a passar por uma cirurgia no dia 9. Na ocasião, uma parte do osso do crânio foi retirada para a descompressão do cérebro.

Continua após a publicidade

Ele voltaria para casa no dia seguinte ao acidente. Aproveitando que estava de férias do trabalho, ele com três amigos foram à Muçum para ajudar as vítimas da tragédia.

Tragédia já deixou 169 mortos

São 53 desaparecidos e 806 feridos. A última atualização foi divulgada no início da noite desta segunda-feira (27) pela Defesa Civil Estadual.

Ao todo, 2.345.400 pessoas foram afetadas pelas chuvas no Rio Grande do Sul. Ao menos 581.638 ficaram desalojadas e 55.813 estão em abrigos.

Dos 497 municípios gaúchos, 469 sofreram alguma consequência dos temporais. As cidades atingidas no estado já representam 94% do total.

Deixe seu comentário

Só para assinantes