Trens voltam a operar na região metropolitana de Porto Alegre após 27 dias

O Trensurb voltou a funcionar em operação emergencial hoje de manhã na região metropolitana de Porto Alegre após 27 dias de paralisação por causa das chuvas no Rio Grande do Sul.

O que aconteceu

Trens fazem rota que sai de Canoas em direção a Novo Hamburgo. Operação teve início às 8h22 de hoje a partir da Estação Mathias Velho, em Canoas. Ação deve atender 30 mil pessoas diariamente, segundo estimativa do Trensurb.

Oito composições começaram a circular por 10 horas ao dia em 13 estações. O trajeto de 26 quilômetros também passará por Esteio, Sapucaia do Sul e São Leopoldo.

Viagens terão intervalo de 35 minutos até às 18h. Como o serviço de bilhetagem foi danificado pelas chuvas, não será cobrada tarifa dos passageiros em um primeiro momento.

Para seguir viagem até a capital, os passageiros terão à disposição o ônibus da Transcal. A passagem custa R$ 6,85 na rota entre a estação Mathias Velho, em Canoas, e o Terminal Conceição, na Voluntários da Pátria, em Porto Alegre.

Chance de reabertura ainda neste ano das estações Mercado Público, Rodoviária e São Pedro, na capital, é pequena. Estragos causados pelas chuvas impedem uma retomada nessas linhas nesse período, de acordo com estimativa do Trensurb.

Retomada de circulação foi acompanhada por ministros do governo Lula. Paulo Pimenta (ministro de Apoio à Reconstrução do RS) e Waldez Góes (ministro da Integração e Desenvolvimento Regional) acompanharam Fernando Marroni, presidente da Trensurb, na ação.

Mais uma conquista (...), com o povo tendo a oportunidade de usar esse serviço. Mais um passo para restabelecer a normalidade dos serviços essenciais do Rio Grande do Sul.
Paulo Pimenta, ministro

Deixe seu comentário

Só para assinantes