Conteúdo publicado há 1 mês

Dono de bar de rock é morto após defender mulher de assédio em SP

Um homem de 34 anos foi preso após matar o dono de um bar de rock na zona sul de São Paulo.

O que aconteceu

Carlos Monteiro, 58, foi golpeado com um canivete. Ele era dono do Malta Rock Bar, localizado no bairro da Saúde. O crime aconteceu em frente ao estabelecimento, na noite de sábado (15).

Suspeito, identificado como Diego de Almeida Pereira, importunava uma mulher no bar quando foi expulso do local por Carlos, segundo testemunhas. Após ser retirado do estabelecimento, ele golpeou a vítima duas vezes.

Homem foi contido por testemunhas até a chegada da polícia. Ele tinha sinais de embriaguez, informou a Polícia Militar.

Diego teve a prisão em flagrante convertida em preventiva após audiência de custódia. O UOL tenta encontrar a defesa dele. O espaço será atualizado tão logo haja retorno.

Caso foi registrado como homicídio. A investigação é conduzida pelo 16º DP.

Bar publicou nota de luto nas redes sociais. Em publicação, o Malta Bar informou o falecimento de Carlos, conhecido como "Nenê" pelos frequentadores. "Você jamais será esquecido", informou.

Carlos foi velado na noite desse domingo (16). O corpo dele será enterrado na manhã desta segunda-feira (17) no Cemitério Gethsêmani, no Morumbi.

Deixe seu comentário

Só para assinantes