Inundação relâmpago deixa no mínimo 16 mortos em camping dos EUA

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

  • KATV/AP

    Imagem de televisão mostra estragos provocados por inundação em região de camping, em Arkansas

    Imagem de televisão mostra estragos provocados por inundação em região de camping, em Arkansas

Uma inundação relâmpago atingiu um camping em Arkansas, no sul dos EUA, nesta sexta-feira (11) e deixou no mínimo 16 mortos, segundo a polícia local. Cerca de 30 pessoas foram resgatadas no local.

Bill Sadler, porta-voz da polícia estadual de Arkansas, disse não saber se essas mortes se referem a moradores locais ou campistas. Inicialmente as estimativas apontaram 20 vítimas, mas os números foram revisados mais tarde.

As equipes de resgate procuram outras vítimas da inundação, mas Sadler não soube informar quantas pessoas estariam presas ou desaparecidas.

Brigette Williams, porta-voz da Cruz Vermelha americana em Little Rock, disse que entre 200 e 300 pessoas deviam estar na região no momento da inundação. Ela não soube dizer quantos deles eram moradores locais ou campistas.

Veja a região da inundação

A Guarda Nacional enviou helicópteros para o local porque parte da região está inacessível por terra. Tracy Farley, do U.S. Forest Service disse que a inundação destruiu trechos de estradas e derrubou árvores nas pistas.

Os rios Caddo e Little Missouri subiram cerca de 6 metros durante a noite, inundando uma região de camping e caminhada nas montanhas Ouachita. A área também abrange casas de campo e campos de caça.

Segundo o governador de Arkansas, Mike Beebe, acredita-se que as vítimas foram mortas entre 5h30 e 6h desta sexta-feira (horário local) por não ter conhecimento da rápida elevação do nível da água. "Eles provavelmente não foram avisados", disse. Acredita-se que muitos estavam dormindo quando ocorreu a inundação.

Um caminhão refrigerado estava sendo encaminhado para o local para recolher os corpos, segundo Sadler.

Marc e Stacy McNeil, doTexas, sobreviveram à inundação ao saltar de seu caminhão picape e se pendurarem entre duas árvores. "Era como um barco preso em uma árvore", disse Marc McNeil ao descrever como o caminhão flutuava na água.

Eles faziam parte de um grupo de sete pessoas que passavam a primeira noite em tendas no camping. Durante a noite, a chuva começou e a água subiu até atingir a caçamba do caminhão. "Nós nos juntamos e começamos a rezar como nunca antes", disse Stacy McNeil.

Ao amanhecer, a chuva parou e a água começou a baixar, o que permitiu ao casal deixar o local.

* Com as agências internacionais e a KATV

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos