Morte de Chávez enche de tristeza todos os latino-americanos, diz Dilma

Do UOL, em Brasília

Com a voz embargada, a presidente Dilma Rousseff disse, nesta terça-feira (5) em Brasília, que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, era "um amigo do Brasil". Chávez morreu hoje em Caracas, aos 58 anos.

Dilma diz que morte de Chávez é "perda irreparável"

"Hoje, lamentavelmente, infelizmente, e com tristeza, eu digo para vocês que morreu um grande latino-americano, o presidente da Venezuela Hugo Chávez Frias", afirmou a presidente. "Essa morte deve encher de tristeza todos os latino-americanos e os centro-americanos", disse a presidente, que em seguida propôs um minuto de silêncio.

"O presidente Chávez foi, sem dúvida, uma liderança comprometida com o seu país e com o desenvolvimento dos povos da América Latina", acrescentou.

"Em muitas ocasiões, o governo brasileiro não concordou integralmente com Chávez", reconheceu Dilma. "Porém, hoje, como sempre, nós reconhecemos nele uma grande liderança, uma perda irreparável, e sobretudo, um amigo do Brasil. Um amigo do povo brasileiro."

"O presidente Hugo Chávez deixará no coração, na história e nas lutas da América Latina um vazio. Lamento, como presidente da República e como uma pessoa que tinha por ele um grande carinho", declarou a mandatária.

"Além de liderança expressiva, o presidente Chávez foi um homem generoso. Generoso com todos aqueles que, neste continente, precisaram dele", afirmou Dilma.

A presidente fez o breve discurso sobre Chávez no Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, que ocorre em Brasília.

Ao saber da morte do presidente venezuelano, Dilma cancelou a agenda que a cumpriria na Argentina a partir de quinta-feira (7).

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, afirmou que "a Venezuela, sob a liderança do presidente Chávez, viveu processo sem precedente histórico de aproximação com o Brasil".

Segundo Patriota, "o presidente Chávez será lembrado como o líder venezuelano que maiores vínculos teve com o Brasil e que maior contribuição deu aos esforços de integração regional. Sob sua presidência, a Venezuela tornou-se parceiro estratégico do Brasil e sócio pleno do Mercosul".

Várias autoridades mundiais lamentaram a morte do líder venezuelano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos