Topo

Parentes de passageiros de voo que sumiu dizem que celulares ainda tocam

Do UOL, em São Paulo

2014-03-11T10:51:37

2014-04-14T20:07:17

11/03/2014 10h51Atualizada em 14/04/2014 20h07

Em meio à frustração pela falta de informações sobre o que aconteceu com o avião que levava 239 pessoas da Malásia para a China quando simplesmente sumiu, parentes de alguns dos passageiros do voo MH370 da Malaysia Airlines disseram que os celulares das vítimas ainda estão tocando, segundo o jornal norte-americano “Washington Post”.

Essas pessoas alegam que, ao discarem para os telefones, a linha toca, dando a impressão de que o aparelho está ligado, mas ninguém atende. Também dizem que é possível localizar as vítimas no serviço de mensagens chinês QQ e que, para isso ocorrer, os telefones deveriam estar conectados.

 

  • 23242
  • true
  • http://noticias.uol.com.br/enquetes/2014/03/11/o-que-voce-acha-que-aconteceu-com-o-aviao-desaparecido-na-malasia.js

No último domingo (9), um amigo de funcionários de uma empresa que estavam no avião afirmou que as contas no QQ de três deles ainda tinham status online.

 

Desesperados e irritados por não saberem o que está acontecendo, alguns parentes e amigos de passageiros tentaram respostas da polícia e da companhia aérea sobre os telefones que ainda tocam. A intenção deles era que os aparelhos fossem rastreados e pudessem levar aos desaparecidos, mas os pedidos foram ignorados.

Segundo o jornal “Singapore’s Strait Times”, a Malaysia Airlines também teria ligado para os celulares da tripulação, que tocaram, sem ninguém atender. Os números foram encaminhados para as autoridades chinesas.

Respostas para o mistério 

O site do jornal britânico “Daily Mail” tenta responder ao mistério sobre os telefones ainda estarem em funcionamento, com a sequência abaixo de perguntas e respostas.

Três dias após o sumiço do avião, as baterias dos telefones já não estariam descarregadas?
- Não necessariamente, pois telefones mais antigos, ao contrário dos atuais smartphones, têm baterias com maior duração, chegando a 35 dias em alguns modelos. Por outro lado, se o aparelho está no modo ‘avião’, todas as atividades sem fio são desconectadas.

Entenda o 'mistério' em 5 links

Se a bateria acaba, a ligação não vai direto para a caixa postal?
- Sim, mas o processo de envio da ligação para a caixa postal depende do serviço de cada provedor, e alguns fazem a linha tocar algumas vezes antes de a chamada ser encerrada.

Algumas pessoas dizem que os aparelhos tocam sem parar. Como isso seria possível?
- De acordo com Alan Spencer, especialista em telecomunicações, se os telefones estiverem mesmo tocando, eles podem não estar embaixo d’água. Spencer ressaltou que os aparelhos precisam estar ligados, fora da água, com bateria carregada e perto de uma área de telefonia móvel para tocarem. Isso indicaria que o avião pode ter pousado em terra, em um local com serviço de celular disponível.

Por que as operadoras não conseguem rastrear os aparelhos?
- O professor William Webb, da Academia Real de Engenharia, explica que “os telefones não estarão funcionando. Eles estarão embaixo d’água, fora da área de cobertura e sem bateria”, o que impossibilita a “triangulação” para localizar os objetos. Quanto a ainda estarem tocando, Webb diz que isso é apenas um sinal de que estão fora de área.

E sobre os relatos de que algumas vítimas aparecem online na rede social QQ?
- Quando as pessoas acessam redes sociais como QQ e Facebook, elas aparecem online. Se passageiros que sumiram aparecem disponíveis, eles podem ainda estar conectados em outros lugares que não o celular. Caso esse outro equipamento (PC, laptop ou tablet, por exemplo) seja desligado ou entre em standby, o usuário do serviço será então desconectado, o que pode explicar por que algumas vítimas que apareciam online se desligaram do serviço somente três dias após o acidente. (Com "Washington Post" e "Daily Mail")

Mais Internacional