PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mulher dada como morta no incêndio de Londres é encontrada: "Bombeiro foi um herói"

Tatyana Makeyeva/Reuters
Imagem: Tatyana Makeyeva/Reuters

Colaboração para o UOL

23/06/2017 10h16

Uma mulher dada como morta no incêndio que destruiu um prédio residencial em Londres (Inglaterra) foi encontrada viva em um hospital. Fadumo Ahmed, de 32 anos, ligou para a mãe durante o momento de desespero para se despedir e estava desaparecida. Sua família agradeceu ao bombeiro que a encontrou desacordada durante o resgate.

De acordo com o jornal britânico "The Telegraph", a mulher foi encontrada nesta quinta-feira (22). E não estava, de fato, desaparecida. Ela estava inconsciente desde o dia do acidente, há mais de uma semana, mas encontrava-se internada em um hospital. O problema é que sua família não se deu conta das buscas realizadas em seu nome. 

Ahmed foi encontrada pelos bombeiros no 18º andar, sendo que mora no 19º. No dia do incêndio, ligou para a mãe para se despedir e avisar que não conseguiu deixar o local em chamas.

"Ela ligou e disse: 'não consigo descer. Eu estou nas mãos de Deus, rezem por mim. Adeus'. Todos choramos", contou a mãe, que não quis ter o nome divulgado, de acordo com o "The Telegraph".

A esperança era tão pouca que a foto de Ahmed foi colocada nas homenagens feitas às vítimas.

A mãe fez questão de agradecer o trabalho dos bombeiros e afirmou que não acreditava que a filha estaria viva. "O bombeiro foi um herói. Ele salvou sua vida, simples assim. Estamos felizes que ela está bem. Vimos como o incêndio foi ruim e achamos que ninguém sairia com vida de lá", completou.

Internacional