Cadeirante é multado por não conseguir atravessar a rua antes do sinal fechar

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/ Fox 31 Denver

    Wolfe diz que demora mais para atravessar a rua por causa da cadeira de rodas

    Wolfe diz que demora mais para atravessar a rua por causa da cadeira de rodas

Um cadeirante afirmou que recebeu uma multado porque não conseguiu atravessar a rua rápido o suficiente para pegar o farol verde durante todo o trajeto.

Kyle Wolfe, morador de Denver, nos Estados Unidos, contou que começou a atravessar a rua quando o semáforo abriu para pedestre. No entanto, o tempo total que um pedestre tem para cruzar a via é de 20 segundos.

Por não conseguir ser rápido o bastante, quando estava a cerca de um metro e meio do outro lado da rua, o farol fechou para ele e abriu para os motoristas. Com isso, ele acabou sendo atingido por um carro.

A cadeira de rodas acabou destruída. Wolfe sofreu apenas alguns machucados e arranhões. Mesmo assim, ele acabou multado por um guarda de trânsito por desobedecer o semáforo.

Wolfe afirma que demora mais para atravessar a rua por causa da cadeira de rodas. Naquele dia, ele transportava algumas coisas no colo, o que o deixava ainda mais lento.

A cidade de Denver segue uma regulamentação federal que determina que um pedestre anda a 1 metro por segundo. Para Wolfe, essa não é a realidade para os cadeirantes.

Agora, Wolfe vai brigar na Justiça para não pagar a multa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos