Pai coloca bebê de cabeça para baixo em "ginástica natural" e deixa web aflita; veja

Fabiana Marchezi

Colaboração para o UOL

O vídeo de um ucraniano balançando a filha de quatro meses de cabeça para baixo viralizou nas redes sociais, deixando muitos internautas aflitos e outros intrigados. No sul da Ucrânia, Kirill Stremousov sacode o bebê de um lado para o outro, de cabeça para baixo, o rodopia sobre sua cabeça, segurando-o apenas pelos braços e pelas pernas. A atividade é definida pelo pai da criança como "ginástica natural".

As imagens foram divulgadas por Stremousov em seu canal no Youtube, onde ele mostra o estilo de vida natural de sua família. Especialistas ouvidos pelo UOL consideram a prática extremamente perigosa e alertam sobre suas consequências, que podem até resultar em morte.

Reprodução
Ucraniano gira filha de 4 meses no ar pelos braços e pernas e espanta internautas?

No vídeo, o pai explica, em russo, que a técnica serve para fortalecer a saúde da criança. Durante a filmagem, ele gira a criança sobre sua cabeça. Segundo ele, os giros fortalecem a estrutura da filha e fazem o sangue circular. Enquanto realiza os exercícios, Stremousov chega a dizer que ouve os ossos dela estalarem. Ainda de acordo com ele, a ideia dos exercícios é conectar a criança à natureza ao apresentá-la à "ginástica dos tempos antigos".

O pai ressalta que, com a técnica, o sangue do bebê corre mais rápido e ela se sente muito bem. Ele diz ainda que ao sacudi-la da direita para a esquerda, os ombros e punhos da criança ficam mais fortes. Ele também diz que "os astronautas fazem esses exercícios durante seus treinamentos".

Para o médico Nelson Douglas Ejzenbaum, membro da Sociedade Americana de Pediatria, as técnicas usadas pelo ucraniano não são consideradas saudáveis. Pelo contrário, são muito nocivas e podem causar sérios danos à saúde do bebê.

"Além de deslocamentos sérios e lesões irreversíveis nos bracinhos, cotovelos, ombro e perninhas, essa prática, extremamente perigosa, pode causar lesões cerebrais irreversíveis. Colocar o bebê de cabeça para baixo pode resultar numa hemorragia intracraniana. Ao contrário do que ele pensa, esse pai está colocando a vida do seu filho em risco", lamentou o profissional ao UOL.

Já a médica Cylmara Gargalak Aziz, pediatra membro do corpo clínico do Hospital Sírio Libanês, acrescentou que movimentos bruscos em bebês podem causar a síndrome do bebê sacudido.

"É comum atender bebês que sofreram lesões graves em decorrência da síndrome do bebê sacudido, causadas pela movimentação brusca da criança. Às vezes, até para fazê-la parar de chorar os pais exageram. O bebê deve ser acalentado, acalmado. Nunca sacudido", disse a médica.

A pediatra também explicou que chacoalhar, rodopiar, virar de ponta-cabeça ou movimentar bruscamente, além de danos na musculatura, levam a problemas cerebrais graves e até a morte.

"A criança pode ficar com sequelas, como retardo mental, paralisia cerebral, perda de visão, perda de audição e pode até morrer", concluiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos