Atirador de escola nos EUA fugiu no meio de alunos e passou em McDonald's após atentado

Do UOL, em São Paulo

  • Michele Eve Sandberg/AFP

Novos detalhes de como um jovem de 19 anos matou 17 pessoas em uma escola na Flórida foram divulgados pela polícia nesta quinta-feira (15). Segundo o xerife Scott Israel, Nikolas Cruz deixou a instituição após abrir fogo contra alunos e professores junto com os estudantes que corriam em pânico para fora do prédio.

O policial disse ainda que Cruz parou em uma loja para tomar uma bebida e sentou-se no McDonald's por um tempo até ser preso enquanto caminhava.

Veja imagens da fuga dos alunos e da prisão do atirador de escola na Flórida

Segundo a linha do tempo detalhada à imprensa, Cruz chegou à escola de Uber às 14h19 do horário local (17h19 do horário de Brasília). Três minutos mais tarde, carregou seu rifle e começou a disparar. Durante cerca de 15 minutos, ele atirou dentro de cinco salas de aula nos três andares da escola. 

Às 14h34 do horário local, ele largou sua mochila e rifle no terceiro e último andar e desceu as escadas da escola correndo, misturado à multidão de alunos, passando assim despercebido. Ele caminhou por pouco mais de 1 Km até um Walmart próximo, comprou uma bebida no Subway e continuou caminhando por mais 1 Km.

Às 15h, ele sentou em um McDonald's por um período e saiu andando novamente. Cruz só foi detido 40 minutos mais tarde pela polícia. 

Mais cedo nesta quinta (15), o policial responsável por identificar Cruz disse que o encontrou caminhando em uma calçada. "Ele parecia um típico estudante", disse Michael Leonard à imprensa. "Eu pensei: 'será que é ele?'". Segundo as autoridades, Cruz confessou à polícia ser o autor dos ataques.

Mais de 2.000 pessoas já foram entrevistadas até agora para a investigação. Além da linha do tempo do atentado, a polícia já confirmou que a arma usada no ataque foi comprada por Cruz legalmente há um ano. 

O xerife Scott Israel leu ainda o nome de todas as 17 vítimas do atentado. Entre elas, estão três professores e 14 alunos. Ele se emocionou ao citar o nome do técnico do time de futebol da escola, Aaron Feis, de quem era amigo. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos