PUBLICIDADE
Topo

Nova Zelândia inaugura primeiro banco de esperma HIV positivo do mundo

Banco de esperma em Birmingham, Reino Unido - Getty Images
Banco de esperma em Birmingham, Reino Unido Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

27/11/2019 11h54

Resumo da notícia

  • A Nova Zelândia inaugurou, hoje, o primeiro banco de espermatozoides exclusivamente doados por portadores de HIV
  • Todos os doadores tem uma "carga viral indetectável", o que torna impossível a transmissão do vírus para outros indivíduos
  • "É perfeitamente seguro", definiu Mark Thomas, da Auckland University, especialista em doenças infecciosas

A Nova Zelândia inaugurou, hoje, o primeiro banco de espermatozoides exclusivamente doados por portadores de HIV. O objetivo, de acordo com os administradores do banco, é diminuir o estigma em torno da doença sexualmente transmissível.

Como apontou reportagem da Deutsche Welle, todos os doadores tem uma "carga viral indetectável", obtida através de tratamentos médicos que tornam impossível a transmissão do vírus para outros indivíduos.

"Um banco de esperma HIV positivo é perfeitamente seguro", definiu o professor Mark Thomas, da Auckland University, especialista em doenças infecciosas. "Quando a pessoa está passando por tratamento consistente, é impossível detectar o vírus em seu sangue e em outros fluídos".

Batizado de Spem Positive, o empreendimento não encontrou dificuldade de achar doadores. Poucos deles, no entanto, desejaram vir a público, temendo o estigma que a doença carrega.

Rodrigo Olin, que comanda a New Zealand AIDS Foundation, foi um desses poucos: "Infelizmente, as pessoas ainda sentem vergonha de falar sobre o seu status positivo. O que importa é que, antes, não podíamos doar espermas e criar vidas, e agora podemos".

Internacional