PUBLICIDADE
Topo

EUA: Fronteira mais movimentada do mundo fica parada por conta da covid-19

Mexicanos escalam a fronteira México-Estados Unidos em Tijuana - AFP
Mexicanos escalam a fronteira México-Estados Unidos em Tijuana Imagem: AFP

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 15h22

A fronteira terrestre mais movimentada do mundo está parada por conta das restrições para conter o coronavírus, que impedem que milhões de mexicanos façam viagens diárias ao norte, incluindo muitos que trabalham em empresas americanas.

Segundo a Reuters, pelo menos quatro milhões de mexicanos que residem em cidades ao longo da fronteira entre Tijuana (México) e San Diego (EUA), de 3.144 km, foram afetados pelas restrições às viagens não essenciais.

As medidas invalidam efetivamente os vistos, permitindo travessias curtas nas cidades dos EUA para visitar a família, obter assistência médica ou fazer compras.

Muitos moradores disseram, porém, que não podiam mais fazer a travessia, causando outro golpe para as empresas que já sofrem com paralisações no lado americano da fronteira, incluindo indústrias vitais como a agricultura.

As restrições ao coronavírus proíbem todas as viagens não essenciais através da fronteira. No entanto, as restrições não foram amplamente impostas aos cidadãos dos EUA que viajam para o México.

A agência de imigração e alfândega dos EUA disse para a Reuters que não tinha uma estimativa de quantos portadores de visto relacionados ao turismo mexicano trabalham sem permissão nos Estados Unidos.

Antes das restrições ao coronavírus, mais de 950.000 pessoas entraram nos Estados Unidos do México a pé ou de carro em um dia típico, de acordo com dados da agência de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) de 2019.

Internacional