PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Noiva de Boris Johnson agradece a médicos e diz que viveu dias 'sombrios'

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson e a noiva, Carrie Symonds - Getty Images
O primeiro-ministro britânico Boris Johnson e a noiva, Carrie Symonds Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

13/04/2020 08h15Atualizada em 13/04/2020 09h33

Carrie Symonds, noiva do primeiro ministro britânico Boris Johnson, agradeceu aos médicos da NHS, rede pública de saúde da Inglaterra, pelo atendimento ao noivo e disse que viveu "dias muito sombrios" enquanto ele ficou internado com a covid-19.

"Houve momentos muito sombrios na semana passada. Meu coração se solidariza com todos que estão em situação similar, preocupados com seus entes queridos. Obrigada a todos que enviaram mensagens de apoio. Hoje me sinto incrivelmente sortuda", escreveu ela ontem no Twitter.

Boris Johnson deixou ontem o hospital St. Thomas, em Londres, depois de ficar uma semana internado para o tratamento contra a covid-19. O político de 55 anos agora vai continuar o processo de recuperação em sua casa de campo, em Chequers.

Antes de deixar o local, Johnson agradeceu ao serviço público de saúde, o NHS, por ter salvado "sua vida". "Nunca agradecerei o suficiente" à equipe do NHS, "devo a eles minha vida".

Carrie também agradeceu aos médicos. "Não posso agradecer o bastante à NHS. A equipe do hospital St. Thomas foi incrível. Nunca serei capaz de pagá-los e nunca vou parar de agradecer a vocês", completou ela.

No início de abril, Carrie, que está grávida, apresentou sintomas da covid-19, foi testada e seu resultado deu negativo.

Coronavírus