PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Japão quer ampliar isolamento com meta de 80% de distanciamento social

Premiê japonês, Shinzo Abe, em Tóquio -
Premiê japonês, Shinzo Abe, em Tóquio

Do UOL, em São Paulo*

17/04/2020 11h24

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que ainda é necessário mais distanciamento social depois que ele declarou estado de emergência em Tóquio e outras áreas urbanas há 10 dias. A meta ideal estimada pelo governo é de 80% de isolamento nas grandes cidades.

Abe expandiu o estado de emergência de um mês para todo o Japão ontem, numa tentativa de reduzir o movimento de pessoas antes de um feriado local, a Semana Dourada.

O primeiro-ministro diz que as interações sociais foram reduzidas em 60% no centro de Tóquio e 70% em Osaka, mas ficaram aquém da meta de 80% necessária para diminuir a propagação do novo coronavírus para um nível gerenciável.

Tóquio teve divulgado hoje um recorde de 201 casos diários, chegando a um total de quase 3 mil.

Para Abe, a situação é grave. "Por favor, evitem sair. Tudo depende da ação de cada indivíduo", disse.

Abe disse que a ampliação da emergência também visa limitar as viagens durante o feriado. A situação permite que autoridades municipais façam apelos para que as pessoas a fiquem em casa, mas sem força legal ou punições.

O Japão tem cerca de 9.900 casos oficiais de covid-19 e 160 mortes.

*Com informações das agências AP e Reuters

Coronavírus