PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

França tem mais 437 mortes por coronavírus, mas nº de hospitalizados cai

Mehdi Taamallah/NurPhoto via Getty Images
Imagem: Mehdi Taamallah/NurPhoto via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

27/04/2020 14h57Atualizada em 27/04/2020 15h08

A França registrou mais 437 mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo balanço divulgado pelo governo e publicado pelo jornal Le Monde. O número de hospitalizados e de pacientes em terapia intensiva, porém, caiu —o que pode significar que a pressão sobre o sistema de saúde do país está gradualmente diminuindo.

Do total de mortes confirmadas de ontem para hoje, a maior parte (295) aconteceu em hospitais, ainda de acordo com o Le Monde. As 142 restantes foram registradas em casas de repouso. O país soma 23.293 óbitos desde o início da pandemia, sendo 14.497 em hospitais e 8.796 em asilos.

Pouco mais de 28 mil pessoas seguem hospitalizadas por causa da covid-19, 162 a menos do que o anotado no balanço anterior. Os casos graves, de pacientes internados em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), ainda são 4.608 —74 a menos do que o registrado de sábado para domingo.

Estudo promissor

O medicamento imunomodulador tocilizumabe mostrou ser eficaz na prevenção da "tempestade inflamatória" em pacientes com covid-19 em estado grave, segundo resultados preliminares de um estudo francês ainda não publicado.

Este tratamento reduziu "significativamente" a proporção de pacientes que tiveram de ser transferidos para terapia intensiva ou morreram, em comparação com aqueles que receberam tratamento padrão, disse a Assistência Pública-Hospital de Paris (AP-HP).

Os resultados ainda precisam ser consolidados e serão publicados em uma revista científica em algumas semanas. A AP-HP explica que decidiu divulgá-los agora "por razões de saúde pública", devido ao contexto da crise, e comunicá-los às autoridades sanitárias francesas e à Organização Mundial da Saúde (OMS).

*Com AFP

Coronavírus