PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Alemanha vê salto de casos, mas diz ser cedo falar em nova onda de covid-19

Policial usa proteção facial em Berlim, na Alemanha, em meio ao surto de coronavírus - Fabrizio Bensch/Reuters
Policial usa proteção facial em Berlim, na Alemanha, em meio ao surto de coronavírus Imagem: Fabrizio Bensch/Reuters

Do UOL, em São Paulo

12/05/2020 07h19Atualizada em 12/05/2020 10h00

A Alemanha registrou 933 novos casos de coronavírus em 24 horas, segundo dados divulgados pelo Robert Koch Institute, responsável pela prevenção e controle de doenças no país

O número de novos registros representa um salto significativo em relação ao dia anterior, quando 357 casos foram relatados. No total, são 170.508 registros.

Já o número de mortos em decorrência da doença aumentou em 116, totalizando 7.533.

A taxa de reprodução do coronavírus no país está acima de 1 nos últimos três dias consecutivos, segundo o instituto. Isso significa que, em média, cada pessoa infectada está infectando outra pessoa.

O instituto ressaltou, no entanto, que ainda é cedo para saber se o vírus está novamente numa tendência de alta. "O aumento (da taxa de reprodução) torna necessário observar cuidadosamente os desenvolvimentos nos próximos dias", diz um trecho do resumo diário de dados.

Reabertura do comércio

Um novo relaxamento das medidas contra a pandemia da covid-19 entrou em vigor ontem no país, com a reabertura de escolas, lojas, atividades esportivas em grupo, com ritmos regionais diferentes.

Na maioria dos estados federados, anteriormente só era permitido abrir lojas com menos de 800 metros quadrados, algo que tinha sido contestado por alguns tribunais.

Agora essa limitação de superfície não existe mais, e todas as lojas podem abrir, embora com limitações quanto ao número de clientes que estejam dentro dela ao mesmo tempo.

Além disso, nas lojas, os clientes devem usar máscaras de proteção e tentar, dentro do possível, respeitar a regra básica de manter uma distância de 1,5 metro com outras pessoas.

Na vida social em geral, alguma flexibilidade também entrou em vigor, como, por exemplo, a reunião de membros de duas famílias, dentro ou fora de casa.

Solários, estúdios de tatuagem e tratamentos cosméticos puderam reabrir suas portas, assim como campos de golfes e quadras de tênis podem ser reutilizados.

Nas escolas, a abertura permanece de forma mais lenta. Os alunos assistem às aulas por turnos, para que, em alguns dias da semana, fiquem em casa e os colégios continuem abertos por etapas, com diferenças entre um estado para outro. Em alguns estados federados da Alemanha, o turismo será novamente possível e os museus poderão ser abertos ao público, mas com restrições.

* Com Deutsche Welle e EFE

Coronavírus