PUBLICIDADE
Topo

China anuncia ajuda de R$ 11,5 bilhões para combate à pandemia de covid-19

Presidente chinês, Xi Jinping - XIE HUANCHI/AFP
Presidente chinês, Xi Jinping Imagem: XIE HUANCHI/AFP

Do UOL, em São Paulo

18/05/2020 10h12

A China anunciou hoje que vai doar 2 bilhões de dólares (mais de R$ 11 bilhões) por dois anos para ajudar no combate à pandemia de covid-19 e as consequências econômicas. A informação foi confirmada hoje pelo presidente chinês, Xi Jinping, durante uma assembleia da Organização Mundial de Saúde.

Em discurso na assembleia, o presidente da China disse que o país forneceu todos os dados relevantes sobre o tema à OMS e a outros países, incluindo a sequência genética do vírus.

"Compartilhamos a experiência de controle e tratamento com o mundo sem reservas", disse Xi Jinping. "Fizemos tudo ao nosso alcance para apoiar e ajudar os países necessitados."

O dinheiro que será doado nos próximos dois anos apoiará os esforços de resposta ao novo coronavírus, incluindo o desenvolvimento econômico e social, principalmente nos países em desenvolvimento, disse Xi.

Enquanto isso, o bloco de 27 membros da União Europeia e outros países pediram uma avaliação independente da resposta inicial da OMS à pandemia de coronavírus "para revisar a experiência adquirida e as lições aprendidas".

Nas últimas semanas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, atacou a OMS, alegando que a entidade colaborou com a China para esconder a extensão da pandemia no início. Parlamentares republicanos pediram a renúncia do chefe da OMS.

Em resposta, o diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que a OMS está comprometida com a "transparência, responsabilidade e melhoria contínua".

Coronavírus