PUBLICIDADE
Topo

Internacional

ONU anuncia R$ 48 milhões em verbas para atendimento médico no Líbano

Do UOL, em São Paulo

06/08/2020 16h38

A ONU (Organização das Nações Unidas) anunciou hoje um auxílio financeiro de US$ 9 milhões (cerca de R$ 48 milhões) para cuidados médicos no Líbano, em resposta à explosão que atingiu a zona portuária de Beirute há dois dias. Além disso, o coordenador de assistência das Nações Unidas, Mark Lowcock, irá liberar fundos adicionais para atender a necessidades imediatas da capital libanesa, destinados especialmente ao atendimento hospitalar na cidade.

Em comunicado, a vice-coordenadora especial da ONU no Líbano, Najat Rochdi, prestou sua solidariedade ao país, em especial às vítimas da explosão. No texto, reforçou o compromisso da organização com a recuperação libanesa.

"Esta crise exige o apoio de todos para superar o impacto devastador para o povo libanês e no país. Gostaria de elogiar a mobilização de todas as agências da ONU e organizações não governamentais internacionais pelo apoio prestado até o momento e por seu compromisso de ajudar o governo do Líbano e o povo libanês a superar esse trágico incidente", disse Rochdi.

A representante da ONU esteve em contato com Zeina Akar, vice-primeira-ministra do Líbano, e Hamad Hassan, ministro da Saúde Pública do país, para avaliar necessidades humanitárias e oferecer apoio. Com o apoio das Nações Unidas, Beirute deve receber instalações para UTIs, remédios e demais insumos hospitalares.

Além disso, Rochdi convocou uma reunião com agências da ONU e ONGs para analisar a assistência já em andamento que está sendo oferecida. A OMS (Organização Mundial da Saúde), por exemplo, presta auxílio para diversos feridos na explosão.

"Estou profundamente comovida com a solidariedade das pessoas e os atos espontâneos de bondade demonstrados por cidadãos comuns que estão tomando iniciativas pessoais para apoiar outras pessoas neste momento de necessidade desesperada", acrescentou Rochdi.

Internacional