PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Indiciado por matar manifestante do Black Lives Matter é encontrado morto

Mural em Omaha homenagem a James Scurlock, manifestante do Black Lives Matter morto a tiros - Reprodução/Twitter
Mural em Omaha homenagem a James Scurlock, manifestante do Black Lives Matter morto a tiros Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOl, em São Paulo

21/09/2020 11h03

Menos de uma semana após ser indiciado pela morte de um manifestante do Black Lives Matter, Jacob Gardner foi encontrado morto ontem na cidade americana de Hillsboro, no estado de Oregon. Ele foi localizado próximo a uma clínica médica na tarde de ontem.

Gardner foi indiciado na última terça-feira (15) por quatro crimes, entre eles homicídio culposo. O indiciamento veio por meio de um grande júri do estado de Nebraska, onde o manifestante negro James Scurlock, de 22 anos, foi morto a tiros por Gardner em 30 de maio, no contexto dos protestos do Black Lives Matter motivados pela morte de George Floyd.

Floyd era um segurança negro que morreu após ser asfixiado por um policial branco em 25 de maio, na cidade de Minneapolis. Floyd permaneceu por mais de oito minutos com o joelho do policial sobre seu pescoço, por vezes dizendo que não conseguia respirar. A morte causou uma onda de protestos que teve como protagonista o movimento Black Lives Matter, que significa Vidas Negras Importam.

Scurlock participava das manifestações e se envolveu em uma confusão na porta de um bar na cidade de Omaha. Gardner era o dono do bar e estava acompanhado do seu pai.

Incialmente, Don Kleine, procurador do Condado de Douglas, decidiu não indiciar Gardner por considerar que ele agiu em legítima defesa. No entanto, a pressão popular e novas evidências relacionadas ao crime levaram Kleine a levar o caso ao grande júri do estado, que decidiu pelo indiciamento.

Segundo o advogado de Gardner, Stu Dornan, seu cliente estava na Califórnia, ficou "realmente abalado" com o indiciamento e teria cometido suicídio. Ele deveria retornar a Omaha ontem para responder às acusações.

Internacional