PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Homem bate recorde por visitar mais vezes o 'ponto mais profundo da Terra'

O oficial da marinha Victor Vescovo ganhou o recorde de pessoa que visitou mais vezes o ponto mais baixo da Terra  - Reprodução/World Guiness Records
O oficial da marinha Victor Vescovo ganhou o recorde de pessoa que visitou mais vezes o ponto mais baixo da Terra Imagem: Reprodução/World Guiness Records

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/11/2020 16h05

O oficial da marinha aposentado Victor Vescovo bateu um recorde e entrou para o livro do Guinness World Records de 2021 como a primeira pessoa a estar mais vezes no "ponto mais baixo da Terra". Vescovo realizou um total de oito visitas na Depressão Challenger, localizada na Fossa das Marianas, no oceano Pacífico.

Na mais recente expedição do recordista até o local mais profundo do planeta, embarcaram junto dele a ex-astronauta da NASA (agência espacial norte-americana), Kathryn Sullivan, e o aventureiro americano Jim Wigginton. Ambos levaram recordes separados ao acompanharem Vescovo até as profundezas.

Sullivan foi a primeira mulher a alcançar a Depressão Challenger e a primeira pessoa a estar no espaço e no ponto mais profundo da Terra. Ela também carrega o título de ter percorrido a trajetória vertical mais ampla da história (considerando o ponto mais alto no espaço, em comparação com o mais baixo no nosso planeta).

Já Wigginton tornou-se a pessoa mais velha a chegar ao local terrestre mais profundo, aos 71 anos de idade. Ele já havia, anteriormente, no ano de 2019, também dado o maior salto de paraquedas em tandem (aquele no qual saltam duas pessoas).

Vescovo, por sua vez, visitou não apenas a Depressão Challenger, mas também esteve no ponto mais alto do planeta, no Monte Everest, em 2010. Além disso, realizou o mergulho mais profundo por um navio e por uma embarcação tripulada.

"Eu amo que ainda exista essa enorme região inexplorada [do ponto mais baixo] de nosso mundo. [E amo] ter a oportunidade de viajar para o desconhecido e ajudar a preencher os espaços em branco no mapa", comentou o recordista mundial, ao Guiness.

Internacional