PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Vai um mergulho? Piscina mais profunda do mundo é inaugurada na Polônia

Piscina tem cavernas com ruínas maias para mergulhadores se aventurarem - Reprodução/Instagram/Deepspot
Piscina tem cavernas com ruínas maias para mergulhadores se aventurarem Imagem: Reprodução/Instagram/Deepspot

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/11/2020 15h28

A piscina mais profunda do mundo abriu oficialmente suas portas para visitantes e mergulhadores amadores, no sábado (17). Situada na cidade polonesa de Mszczonow, a piscina é recordista mundial por atingir 45,4 metros de profundidade, preenchidos com nada menos que 8 mil m³ de água — 20 vezes mais do que uma piscina comum de 25 metros. A construção do complexo demorou dois anos para ser feita e custou cerca de 40 milhões de zlotys (em torno de R$ 57 milhões).

Apresentada como um centro de treinamento para mergulhadores amadores e profissionais, a piscina no complexo Deepspot tem cavernas com ruínas maias nas paredes para que os visitantes se aventurem, na marca dos 10 metros até 20 metros de profundidade.

Aqueles que não queiram se molhar também podem curtir o complexo. Passagens internas permitem que espectadores assistam aos mergulhadores se aventurando, inclusive, com quartos de hotel e restaurantes para serem reservados com vista para a água.

Planta do complexo Deepspot - Reprodução/Deepspot - Reprodução/Deepspot
Planta do complexo Deepspot
Imagem: Reprodução/Deepspot

"Não há peixes bonitos ou recifes de coral aqui, então não substitui o mar, mas é realmente um bom lugar para aprender e treinar para mergulhar com segurança", disse Przemyslaw Kacprzak, instrutor de mergulho, que participou da cerimônia formal de inauguração da piscina no final de semana.

Jerzy Nowacki também foi um dos sortudos a estrear a piscina e falar com o jornal europeu Kafkadesk: "Pela primeira vez, descemos mais de cinco metros, mas dá para ver até o fundo — os destroços, as cavernas — é magnífico!", disse o mergulhador amador.

A construção do complexo demorou dois anos e custou cerca de 40 milhões de zlotys (em torno de R$ 57 milhões). O diretor do complexo, Michal Braszczynski, afirmou que a piscina também deve ser disponibilizada para treinamento de bombeiros e do exército polonês.

Com a inauguração devidamente celebrada, a piscina polonesa ultrapassa em 3 metros a profundidade de uma piscina em Montegrotto Terme, na Itália, tornando-se a mais profunda do mundo. A fama, no entanto, deve durar pouco, visto que um centro de pesquisa e treinamento marítimo britânico pretende inaugurar uma piscina com 50 metros de profundidade, no ano que vem.

Assista a um vídeo publicado no YouTube com o projeto e parte da construção da atual piscina mais profunda do mundo:

Internacional