PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Milionário paga R$ 15 mil por viagem de helicóptero para ir ao McDonald's

Viktor Martynov, de 33 anos, pagou um voo de ida e volta para uma cidade para conseguir comer em um MCDonald"s - Reprodução/Via Mirror/Dmitry Porechnyy
Viktor Martynov, de 33 anos, pagou um voo de ida e volta para uma cidade para conseguir comer em um MCDonald's Imagem: Reprodução/Via Mirror/Dmitry Porechnyy

Do UOL, em São Paulo

02/12/2020 14h09

O que você faria para matar a vontade de comer algo que deseja? Por que um milionário russo pagou mais de 2 mil libras esterlinas (cerca de R$ 15 mil) para fazer uma viagem de helicóptero que o levasse até uma cidade que tivesse a rede de fast-food McDonald's. De ida e volta, o milionário percorreu 724 quilômetros e gastou cerca de R$ 341 pedindo os lanches que desejava.

Viktor Martynov, de 33 anos, pagou a viagem de helicóptero para que ele e a namorada pudessem matar o "desejo ardente" de comer os lanches do fast-food. O casal é de Moscou, mas passava as férias em um resort na cidade de Alushta, na Crimeia, porém, se depararam com a saudade dos lanches que consumiam na capital russa durante o descanso.

Empresas ocidentais, como é o caso do MCDonald's, estão proibidas de operar na península da Crimeia, confiscada da Ucrânia pelo presidente russo, Vladimir Putin, em 2014.

Segundo o site Daily Star, visto a forte vontade de comer os lanches, o milionário não pensou duas vezes antes de dar um jeito nesta questão. Ele então pagou o voo de helicóptero para percorrer aproximadamente 724 quilômetros — de ida e volta — para o McDonald's na cidade russa de Krasnodar, o lugar mais próximo com a rede de lanchonete.

O casal demorou duas horas para chegar no local e fez um pedido de 49 libras esterlinas (cerca de R$ 341). Entre os pedidos estavam hambúrgueres, batatas fritas e milk-shakes. Devido ao banquete, o homem optou por comer no local, visto a demora para conseguir digerir todos aqueles alimentos com a namorada.

Viktor e a namorada retornaram de helicóptero ao resort que estavam de férias na Crimeia após matarem a vontade de comer os lanches da famosa rede.

A empresa de viagem de helicópteros escolhida pelo milionário informou que nunca foram convocados para uma missão tão diferente como essa.

Internacional