PUBLICIDADE
Topo

Internacional

'Estou com vergonha', diz mulher inocentada após fazer sexo com adolescente

Teah Vincent disse que adolescente revelou ter 16 anos antes do ato sexual - Reprodução/Facebook
Teah Vincent disse que adolescente revelou ter 16 anos antes do ato sexual Imagem: Reprodução/Facebook

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/12/2020 18h22

Teah Vincent, de 32 anos, foi inocentada ontem no Tribunal da Coroa de Gloucester (Inglaterra) após ser acusada de fazer sexo com um adolescente de 14 anos, e afirmou estar envergonhada pela conotação que o caso tomou.

O caso ganhou repercussão quando um dois adolescentes de 14 anos foram convidados por Teah a tomar um copo d'água na residência da mulher após uma partida de futebol, em 2018. Um dos jovens foi levado para o quarto da mulher, que se despiu e iniciou o ato sexual. Cerca de cinco minutos depois, o rapaz empurrou ela e foi embora. O caso foi parar na justiça, e somente ontem foi resolvido.

Com alegações de que o jovem já tinha o histórico de mentir a idade, Vincent foi inocentada pelo juiz Ian Lawrie, que disse que embora a ré tenha feito sexo com um adolescente de 14 anos, ele pode ter não deixado claro a idade correta. Vale lembrar que, na Inglaterra, a idade penal é de 10 anos, mas o indivíduo só pode fazer sexo a partir dos 16.

'Ele destruiu minha vida'

Em entrevista ao jornal The Sun, Teah Vincent disse estar envergonhada com o caso e abalada emocionalmente. "Ele destruiu minha vida. Também destruiu qualquer chance que eu teria de ter uma carreira. Estou muito envergonhada agora para fazer qualquer coisa. Eu me sinto cabeça quente", falou a mulher, que postou uma foto com os braços para os altos com a legenda "inocentada" após o julgamento.

"Inocente! Obrigado a todos que me apoiaram e acreditaram em mim, foram os dois anos mais difíceis da minha vida. Eu só quero colocar toda a minha energia agora em meus filhos e cuidar deles", falou a mulher, que também é mãe de três filhos.

Condenada pela internet

Durante os dois anos que o caso levou para ser concluído, Teah Vincent teve que enfrentar os comentários das redes sociais. "Estou recebendo abusos no Facebook, como você não acreditaria. É tudo muito doloroso e errado", contou.

"Tenho pessoas no Facebook que nunca conheci me dizendo que sou uma mãe ruim e isso é muito perturbador porque meus filhos são o meu mundo", desabafou antes de pedir que respeitem a decisão do tribunal.

"O fato é que fui absolvida por um júri e as pessoas precisam respeitar isso. É hora de tentar reconstruir minha vida e seguir em frente", disse.

Internacional