PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Reino Unido faz aplauso nacional para veterano de 100 anos vítima da covid

03.fev.2021 - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson e a mulher, Carrie Symonds, durante oaplauso nacional em homenagem ao veterano Tom Moore, que morreu com covid, e aos profissionais de saúde - John Sibley/Reuters
03.fev.2021 - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson e a mulher, Carrie Symonds, durante oaplauso nacional em homenagem ao veterano Tom Moore, que morreu com covid, e aos profissionais de saúde Imagem: John Sibley/Reuters

Do UOL, em São Paulo

03/02/2021 10h02Atualizada em 03/02/2021 15h20

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, realizou hoje um aplauso nacional em homenagem ao capitão Tom Moore, veterano de 100 anos que combateu na Segunda Guerra Mundial e que ficou famoso no ano passado por fazer uma campanha de arrecadação para ajudar o sistema público de saúde britânico.

Moore morreu ontem após ser internado com covid-19. Ele havia sido diagnosticado com o novo coronavírus na semana passada e precisou ser hospitalizado no domingo (31) porque estava com dificuldades para respirar.

"Todos nós temos agora a oportunidade de demonstrar nosso apreço por ele e por tudo o que ele lutava e acreditava", disse o primeiro-ministro durante pronunciamento no Parlamento britânico.

O aplauso em homenagem ao veterano e aos trabalhadores da saúde que estão na linha de frente no combate à pandemia aconteceu às 18h no horário local (15h no horário de Brasília).

Campanha arrecadou R$ 220 milhões

Em abril do ano passado, Moore arrecadou mais de 33 milhões de libras (cerca de R$ 220 milhões, pela cotação à época) para ajudar o sistema público de saúde do Reino Unido, NHS (National Health Service), no combate ao novo coronavírus.

Para incentivar as doações, o veterano deu cem voltas em seu quintal caminhando com um andador. A meta inicial era arrecadar mil libras (R$ 6.500), mas a campanha viralizou na internet e teve a adesão de mais de 1 milhão de pessoas.

Condecorado pela rainha

Após a campanha, Moore se encontrou pessoalmente com a rainha Elisabeth 2ª, que o nomeou Cavaleiro, uma das maiores honrarias concedidas pela realeza britânica.

Com a condecoração, o veterano ganhou o direito de ser chamado de Sir Thomas Moore.

Coronavírus