PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Restos de mulher morta são achados dentro de ursos sacrificados nos EUA

Três ursos foram sacrificados depois que uma mulher foi morta ao ser atacada pelos animais - Reprodução/WGNTV
Três ursos foram sacrificados depois que uma mulher foi morta ao ser atacada pelos animais Imagem: Reprodução/WGNTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/05/2021 15h24

Uma mulher de 39 anos foi encontrada morta ao lado de uma ursa-negra e seus dois filhotes, na comunidade de Trimble, nos Estados Unidos. Os animais passaram por uma eutanásia e os restos mortais da vítima foram encontrados em dois dos mamíferos. De acordo com a WGNTV, ela teria levado seus cachorros para passear na noite da última sexta (30).

Segundo a emissora, o namorado da vítima voltou para casa com os dois cachorros do casal e a procurou por cerca de uma hora, até encontrar seu corpo dilacerado pelos animais.

Na cena do incidente, oficiais do serviço de administração de parques CPW (Colorado Parks and Wildlife) encontraram sinais de fezes de urso e cabelos, além de indícios de que os animais teriam consumido o corpo da mulher.

A família de ursos foi sacrificada e levada para um exame de necropsia no Laboratório de Saúde da Vida Selvagem da CPW, em Fort Collins, no estado do Colorado.

Os especialistas detectaram os restos mortais da mulher em dois dos animais. O corpo dela ainda passará por uma autópsia, que ocorrerá amanhã. Um legista do condado de La Plata determinará a causa oficial da morte.

Os três ursos-negros sacrificados não tinham sinais de doença ou outras anomalias, mas testes adicionais ainda oferecerão novas informações em até duas semanas.

"Sempre que um animal é sacrificado, recebemos muitas perguntas sobre por que essa ação foi necessária", comentou Dan Prenzlow, diretor do CPW, à WGNTV.

"Nossas responsabilidades com os recursos naturais do estado são muitas, mas não temos um dever mais importante do que administrar esses recursos de uma maneira que mantenha os habitantes de Colorado e os nossos visitantes seguros", completou.

Internacional