PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

'Nuvem' branca invade ruas de cidade e assusta moradores; veja

Um vazamento em uma válvula de oxigênio hospitalar originou uma "nuvem" nas ruas de San Miguel de Tucumán, na Argentina - Reprodução/Twitter/@AlertasTransito
Um vazamento em uma válvula de oxigênio hospitalar originou uma 'nuvem' nas ruas de San Miguel de Tucumán, na Argentina Imagem: Reprodução/Twitter/@AlertasTransito

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/06/2021 17h20Atualizada em 24/06/2021 17h20

Uma estranha "nuvem" tomou conta das ruas de San Miguel de Tucumán, na Argentina, apavorando moradores na segunda-feira (21).

Segundo o canal argentino TN, o incidente chegou a acionar os alarmes de segurança instalados na cidade. Nas redes sociais, circularam imagens da fumaça branca e várias pessoas disseram ter perdido totalmente a visibilidade do asfalta graças ao "fenômeno".

#Tucumán
?? #Nube
Se rompio la válvula de oxígeno del El Sanatorio Modelo y se transformo en Londres.

https://t.co/u1im8ptng4 #AlertasTransito pic.twitter.com/1KfNSWtaGk

Mas poucas horas depois o segredo por trás do tapete de fumaça foi desvendado: um hospital local admitiu um vazamento em válvulas de oxigênio.

O hospital Sanatório Modelo explicou que a falha na válvula ocorreu devido às baixas temperaturas que atingiam a província argentina durante o processo de carregamento do tanque de oxigênio.

O problema foi resolvido imediatamente pela equipe do centro médico. A instituição, junto à companhia de gás Cascia Gases, emitiu um comunicado informando sobre o ocorrido.

"Com as baixas temperaturas e após o carregamento do tanque criogênico, o sistema de segurança do equipamento foi acionado, o que levou à vaporização do oxigênio, gerando a nuvem que é observada nos diversos vídeos veiculados nas redes sociais e meios de comunicação", escreveram.

As empresas acrescentaram ainda que nenhum paciente, cidadão ou trabalhador sofreu qualquer risco em razão do vazamento.

"Desde o início da pandemia de covid-19, a Sanatorio Modelo e a Cascia Gases uniram forças e priorizaram a saúde e segurança dos pacientes, pessoal de saúde e nossos funcionários, garantindo uma operação", comunicaram as instituições.

Internacional