PUBLICIDADE
Topo

Internacional

'Não venham para aeroporto de Cabul', apela afegão após explosão

Civil tira foto de atentado em Cabul - Reprodução
Civil tira foto de atentado em Cabul Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL

26/08/2021 12h08

Desesperado, um cidadão do Afeganistão foi às redes sociais pedir que outros civis se mantenham longe do aeroporto da capital Cabul. Foram registradas duas explosões no perímetro do local que resultaram em mortos e feridos, segundo a comunicação da Casa Branca dos Estados Unidos.

Um oficial do Talibã afirmou à Reuters que ao menos 13 pessoas morreram, entre elas crianças. Pelo menos 60 pessoas estão sendo atendidas no Centro Cirúrgico de Cabul com ferimentos.

Em post do Twitter, o afegão Ali escreveu: "Explosão pesada em frente ao Abby Camp, começou o tiroteio. Tropas dos EUA usaram entre 6 e 8 bombas de gás nas pessoas a leste do portão e muitas mulheres estão machucadas e queimadas. Eu estava lá".

O jornal The Jerusalem Post afirmou que a investigação inicial aponta que tenha sido um ataque suicida com bomba. Diplomatas ocidentais ainda na cidade também disseram a agências de notícias que acreditam nesta possibilidade.

Segundo um jornalista da emissora "Sky News" que está cobrindo a evacuação ocidental no Afeganistão, a explosão ocorreu próxima no portão "Abbey", em uma área onde os civis afegãos têm seus documentos analisados. Esse local é onde ficam, majoritariamente, as tropas do Reino Unido.

A confirmação de uma explosão na área externa do aeroporto de Cabul ocorre em meio a um temor manifestado por países como Reino Unido, Austrália e Estados Unidos com a possibilidade de um atentado no local. Nas últimas horas, os três países aconselharam seus cidadãos a deixarem urgentemente a região do aeroporto, onde milhares de pessoas ainda se aglomeram na região na expectativa de sair do Afeganistão até 31 de agosto.

Situação do país

Desde a tomada de poder, o Talibã tem feito promessas de que preservará a vida de opositores e não executará planos de vingança, além de soltar mensagens sobre paz. No entanto, civis, diplomatas, jornalistas e ativistas de direitos humanos têm fugido do Afeganistão.

Isso vem gerando confusão no aeroporto de Cabul e resultado em imagens que demonstram o desespero dos cidadãos que não estão conseguindo evacuar o país, como cenas de pessoas penduradas em aviões decolando.

O Talibã deu até o dia 31 de agosto para as nações ocidentais removerem suas tropas do território.

Internacional