PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Tempestade Nicholas se torna furacão e atinge Texas com ventos de 120 km/h

Cobertura de um posto de gasolina é destruído pelo furacão Nicholas em Matagorda, no Texas (EUA) - Andrew Dubya/Reuters
Cobertura de um posto de gasolina é destruído pelo furacão Nicholas em Matagorda, no Texas (EUA) Imagem: Andrew Dubya/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

14/09/2021 06h26Atualizada em 14/09/2021 06h42

O furacão Nicholas atingiu o Texas, no sul dos Estados Unidos, na manhã de hoje acompanhado por ventos de 120 km por hora e segue em direção a Houston, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC).

Até a noite de ontem, Nicholas era uma tempestade tropical, mas ganhou força durante a madrugada e se tornou um furacão de categoria 1, de uma escala que vai até 5, quando estava prestes a atingir a Costa do Golfo dos Estados Unidos.

O furacão "está trazendo chuvas fortes, ventos fortes e tempestades para partes da costa central e superior do Texas", adverte o NHC em seu último boletim. "Esta chuva pode produzir inundações repentinas significativas", diz o centro.

Pouco antes de atingir o continente, o foco do furacão estava localizado 30 km a sudeste de Matagorda, no Golfo do México, detalhou o informe. Esta cidade fica a poucos quilômetros de Houston, a maior cidade do Texas.

O NHC emitiu alertas para grande parte da Costa do Golfo, indicando que "há um risco de enchente fatal devido ao aumento da água que se move para o interior a partir da costa".

Um aviso de furacão é direcionado às populações que residem em Freeport até a área de San Luis Pass. As localidades de Port O'Connor, Sabine Pass, Galveston Bay e Matagorda Bay estão ameaçadas por uma maré ciclônica, enquanto uma tempestade tropical deve atingir o norte de Port Aransas até Sabine Pass. Pelo menos 270.000 casas ficaram se luz em Houston e outras 40.000 mil no condado de Brazoria e em partes do condado de Galveston.

"Esta é uma situação de risco de vida", assinala o centro, alertando as pessoas na área para tomar "todas as medidas necessárias para proteger vidas e propriedades de inundações e outras condições potencialmente perigosas".

O boletim informa que Nicholas deve se mover lentamente sobre o sudeste do Texas até a noite de terça-feira e atingir o sudoeste da Louisiana na quarta-feira, estado que ainda se recupera da passagem do furacão Ida. A intensidade dos ventos e das chuvas deve diminuir progressivamente nos próximos dias à medida que Nicholas se deslocar sobre as terras.

Voos cancelados em Houston

Sylvester Turner, prefeito de Houston disse que a cidade está em alerta máximo. "Peço a todos que fiquem fora das estradas ao pôr-do-sol e evitem dirigir hoje à noite até amanhã, pois prevemos uma chuva forte", postou Turner no Twitter.

As autoridades ergueram barricadas, ativaram o escritório de gerenciamento de emergências de Houston e pediram aos residentes que tomassem precauções.

A chegada iminente da tempestade forçou o cancelamento de muitos voos nos aeroportos da região de Houston. O canal de navegação do movimentado porto local também foi fechado, disse um porta-voz da agência que direciona os navios pela hidrovia.

As escolas fecharam na tarde de segunda-feira em toda a área afetada pela tempestade e permanecerão fechadas nesta terça-feira, de acordo com as autoridades.

O governador do Texas, Greg Abbott, exortou os habitantes do estado a respeitar as diretrizes das autoridades locais. Os texanos estão acostumados com as tempestades tropicais e furacões, frequentes nessa região dos EUA, mas os cientistas alertam que as mudanças climáticas estão intensificando esses fenômenos e colocando em risco as populações costeiras. O litoral sofre inundações, que foram agravadas pela elevação do nível do mar.

*Com informações da AFP e RFI

Internacional