PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Youtuber desaparece durante travessia de van pelos EUA; noivo é suspeito

Gabrielle e Brian planejavam atravessar os Estados Unidos de van; último contato de jovem foi no final de agosto - Reprodução/Instagram
Gabrielle e Brian planejavam atravessar os Estados Unidos de van; último contato de jovem foi no final de agosto Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

15/09/2021 17h18Atualizada em 16/09/2021 11h15

Uma jovem de 22 anos desapareceu durante uma viagem de carro pelos Estados Unidos ao lado do noivo, Brian Laundrie, que já é tratado pela polícia como um suspeito, afirmou a NBC News.

Natural de Nova York, Gabrielle Petito vivia na Flórida com o companheiro quando os dois decidiram começar a "aventura", atravessando o país em uma van branca. Os dois então lançaram um projeto no Youtube, intitulado "Normadic Statik". O primeiro e único vídeo sobre a travessia foi lançado há 3 semanas e tem 500 mil visualizações, mas tudo mudou no dia 11 de setembro, quando o veículo que era usado na viagem foi localizado em North Port, cidade em que o casal morava, na posse de Laundrie, que se recusou a prestar depoimento.

Gabrielle fez seu último contato com a família na segunda quinzena de agosto, quando estava no Parque Nacional de Grand Teton, no estado de Wyoming. Preocupados com o sumiço prolongado da jovem, parentes comunicaram seu desaparecimento no último final de semana, Segundo o jornal britânico Independent, o último registro financeiro da jovem foi na saída de um hotel em Salt Lake City.

"O carro de Gabrielle foi recuperado em sua casa aqui, em North Port, no dia 11 de setembro", confirmaram as autoridades da Flórida em uma nota à imprensa local. "O veículo foi completamente analisado pelo FBI em busca de evidências na terça-feira (14)".

Segundo a rede NBC News, a polícia de Utah informou que no dia 12 de agosto atendeu a um chamado do 911 envolvendo sobre um possível caso de violência doméstica envolvendo uma mulher de Nova York, seu noivo e uma testemunha citada no relatório da polícia. O casal teria brigado. Segundo os oficiais, eram Gabby e o noivo. Ela teria dado um tapa no rosto dele depois de uma discussão. Os oficiais disseram que nenhum dos dois quis prestar queixa.

Os policiais afirmaram que, segundo as investigações, o noivo voltou para North Port em 1° de setembro, 10 dias antes de a família da jovem comunicar seu desaparecimento. Os agentes disseram ainda não saber se a mulher chegou a voltar ao estado da Flórida junto ao suspeito.

O advogado da família Petito, Richard Stafford, afirmou que "a cada dia na busca por Gabby a família fica mais desesperada". "Eles estão procurando freneticamente por respostas e informações enquanto Brian está no conforto de seu lar", criticou o defensor em nota à NBC News.

Procurada pela emissora norte-americana, a defesa da família do noivo não se pronunciou. O anúncio das suspeitas contra Brian aconteceu apenas um dia depois da polícia de Utah divulgar que também está investigando um "incidente" envolvendo o casal, registrado no estado em 12 de agosto.

Em nota, o Departamento de Polícia da cidade de Moab afirmou que a denúncia não partiu da mulher ou de seu companheiro, mas que o socorro foi chamado até o local em que os dois estavam. Detalhes da ocorrência não foram divulgados.

Internacional