PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
4 meses

Reino Unido diz que invasão da Rússia à Ucrânia terá 'consequências'

Tanque russo durante exercício militar na região de Rostov, na fronteira com a Ucrânia - Sergey Pivovarov/Reuters
Tanque russo durante exercício militar na região de Rostov, na fronteira com a Ucrânia Imagem: Sergey Pivovarov/Reuters

Do UOL, em São Paulo

15/01/2022 14h05Atualizada em 15/01/2022 14h05

O ministro da Defesa do Reino Unido, Ben Wallace, afirmou que uma invasão da Rússia à Ucrânia terá "consequências".

Segundo reportagem do The Guardian, Wallace tambén disse que uma incursão dos russos violaria "as liberdades e a soberania mais básicas".

Essa é a segunda vez na semana que Wallace comenta o assunto. Na segunda-feira (10), disse que os britânicos "enfrentariam os valentões", sem se importar com a distância do conflito.

O Ministério da Defesa do Reino Unido informou que se reuniu com ministros da Suécia, Finlândia e Noruega para discutir a "contínua agressão" da Rússia e o aumento militar na fronteira da Ucrânia, com cerca de 100.000 soldados reunidos na divisão.

"O Reino Unido e os nossos parceiros nórdicos estão unidos em nossa abordagem para defender a segurança europeia", declarou Ben Wallace.

Internacional