PUBLICIDADE
Topo

Lockdown causa maior queda de emissão de carbono já registrada, diz estudo

JOHANNES EISELE/AFP
Imagem: JOHANNES EISELE/AFP

Do UOL, em São Paulo

19/05/2020 14h04

O lockdown - bloqueio total - proporcionou a maior queda na emissão de carbono já registrada em todo o mundo. Os Estados Unidos registraram a maior queda, com 4% a menos desse tipo de poluição.

Um artigo publicado pela revista científica Nature Climate Change, indica que no mundo todo houve um recuo de 13,5% na emissão de CO2 (fórmula química do dióxido de carbono) desde o início de abril.

A emissão diária dos poluentes caiu 17% em comparação ao mesmo período de 2019. Essa foi a maior queda na produção de carbono desde o início dos registros, graças à paralisação de vários setores da indústria.

"É uma queda realmente grande, mas, ao mesmo tempo, restam 83% das emissões globais, o que mostra o quão difícil é reduzir as emissões com mudanças de comportamento", disse Corinne Le Quéré, professora da Universidade de East Anglia e principal autora do estudo, ao jornal britânico The Guardian.

Os pesquisadores acreditam que, à medida em que os países retomarem suas atividades, o índice de poluição deve voltar a subir.

Se parte das restrições for mantida, o declínio anual provavelmente será de 7%. Se as medidas de isolamento social forem abandonadas em junho, por exemplo, a queda para o ano provavelmente será de apenas 4%.

Coronavírus