PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Iota sai de Honduras e chega a El Salvador como depressão tropical

18/11/2020 17h24

Tegucigalpa, 18 nov (EFE).- Enfraquecida, a tempestade Iota saiu de Honduras na madrugrada desta quarta-feira como depressão tropical e chegou a El Salvador, de onde cruzará o Pacífico e se dissolverá, deixando para trás grandes estragos e chuvas que continuarão a afetar o território hondurenho.

"Esperamos que, nas próximas horas, Iota deixe a América Central no Pacífico, deixando para trás faixas de chuva em nível nacional", disse Victor Ortega, do departamento de previsão da Comissão Permanente de Contingência do Estado (Copeco).

Ortega acrescentou que as chuvas mais fortes ocorrerão no oeste, e que áreas como o extenso Vale de Sula, no norte, e Tegucigalpa, no centro, as quantidades de chuva, embora inferiores a terça-feira, podem representar um alto risco.

Iota, que chegou à Nicarágua na segunda-feira como um furacão de categoria 5 (a mais alta) na escala Saffir-Simpson, entrou ontem à noite em Honduras pelo departamento de El Paraíso, no leste do país, e seguiu com um deslocamento de cerca de 19 km/h e ventos entre 80 km/h e 90 km/h, atravessando os departamentos sulistas de Choluteca e Valle, até chegar a El Salvador.

O fenômeno causou o transbordamento de rios e inundações, derrubou pontes, árvores e redes de eletricidade. EFE

gr/vnm

Meio Ambiente