PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Conteúdo publicado há
15 dias

Batida entre navios provoca vazamento de óleo no mar Amarelo, na China

Navio com óleo cru ancorado no porto de Qingdao, na China - Jason Lee/Reuters
Navio com óleo cru ancorado no porto de Qingdao, na China Imagem: Jason Lee/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

27/04/2021 11h10Atualizada em 27/04/2021 11h20

Uma colisão entre dois navios na manhã de hoje no porto de Qingdao, na China, provocou o vazamento de uma quantidade ainda não calculada de óleo no Mar Amarelo, de acordo com autoridades chinesas.

O vazamento partiu de um navio com a bandeira da Libéria que estava ancorado no porto e carregava cerca de 1 milhão de barris com matéria-prima para a fabricação de asfalto. Ele foi atingido por outra embarcação por volta das 8h50 no horário local (21h50 no horário de Brasília).

"A força do impacto na parte frontal do porto causou um vazamento no compartimento de cargas e no lastro, com uma quantidade de óleo derramada no oceano", afirmou à agência de notícias Reuters um representante de um dos navios envolvidos na colisão.

De acordo com o representante, uma forte neblina tem prejudicado a navegação na costa de Qiingdao desde ontem, e as condições de visibilidade eram baixas no momento da colisão.

"Imediatamente após a colisão, foram iniciados procedimentos de emergência a bordo, mobilizando o time de resposta a vazamentos e iniciando a transferência interna do limite de perda do produto", afirmou o representante.

A colisão foi reportada às autoridades locais e a operação de limpeza foi iniciada. A Marinha chinesa instruiu outros navios a permanecerem a uma distância de, pelo menos, 10 milhas náuticas (cerca de 18,5 km) do porto.

(*Com informações da Reuters)

Meio Ambiente