Exame médico de Arruda identifica parte de artéria obstruída

Camila Campanerut
Do UOL Notícias*

Em Brasília

Atualizada às 16h43

O Instituto de Cardiologia do Distrito Federal informou, por meio de nota, que o governador cassado e preso, José Roberto Arruda (ex-DEM, sem partido) está com parte de uma das principais artérias do coração obstruída por placas de gordura.

A equipe do hospital e o médico particular de Arruda, Brasil Caiado, optaram pela realização de um outro exame, uma ecocardiografia, na tarde desta quinta-feira (18), para escolher a melhor forma de tratamento do paciente.

O governador cassado está preso há mais de um mês, e está é a quarta vez que ele sai da sala especial da Superintendência da Polícia Federal em Brasília para realizar exames. Arruda sofre de diabete, hipertensão e de depressão, segundo os médicos. Ele está preso sob a acusação de tentativa de suborno de uma das principais testemunhas do chamado mensalão do DEM, suposto esquema de corrupção envolvendo servidores e prestadores de serviço do DF.

A esposa de Arruda, Flávia Arruda, e o advogado Nélio Machado foram até o hospital para visitá-lo.

Mais cedo, Nélio Machado disse que não há justificativas para que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decida pela transferência do seu cliente para o Complexo Penitenciário da Papuda. Segundo ele, essa seria uma atitude com requinte de crueldade. O advogado confirmou que pretende usar a saúde de Arruda como argumento para conseguir a prisão domiciliar dele.

“Não há justificativas [para que Arruda seja encaminhado à Papuda], a não ser que isso faça parte de um saco de maldades com requinte de crueldade”, disse. “Não acredito que o procurador-geral da república [Roberto Gurgel] vá fazer isso”, completou.

Machado destacou que usou a saúde do governador e a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para argumentar que a prisão é desnecessária.

“O quadro de saúde dele é real. Eu não pretendia pedir sua prisão domiciliar [sob esse pretexto]. Mas depois de tomar conhecimento sobre os seus problemas de saúde julgamos necessário oferecer pedido alternativo ao tribunal, para que ele possa ter sua recuperação em um ambiente mais adequado”, afirmou.

Boletim médico
A primeira informação oficial do Instituto de Cardiologia sobre o estado de saúde de Arruda afirmou que parte de seu coração está mais fraca devido à falta de irrigação pela artéria que está parcialmente bloqueada por depósito de gordura. Ele foi também submetido a um exame que, por meio de medicamentos, simula “estresse” no coração para, então, definir a melhor medicação a ser adotada.

“Dependendo do grau da lesão, pode ser grave, mas a hipocinesia (movimentação fraca de uma parte do coração) pode ser compensada por outra área que funciona normalmente (...) Por ser diabético, ele pode ter tido um enfarte sem dor”, explicou o cardiologista e diretor da Unidade de Saúde Suplementar do InCor-SP, Roque Marcos Savioli.

Apesar de não poder dar mais detalhes sem diagnosticar pessoalmente o paciente, o especialista destaca que há vários casos de pessoas que vivem normalmente (apesar do uso de medicamentos) com esse tipo de lesão no coração. Na visão do cardiologista, a lesão não seria justificativa para Arruda sair da cadeia, uma vez que, pelo cateterismo, o problema identificado não é de alto risco imediato.




* Com informações da Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos