Topo

Lula diz que só se candidata em 2014 se Dilma "não quiser" reeleição; "Não vou permitir que um tucano volte ao poder", diz

Reprodução
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa do Programa do Ratinho, no SBT, em São Paulo Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

2012-05-31T22:14:09

2012-06-01T10:40:19

31/05/2012 22h14

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse em entrevista ao vivo no Programa do Ratinho, do SBT, na noite desta quinta-feira (31), que só se candidatará à Presidência em 2014 "se Dilma não quiser" se candidatar à reeleição. Carlos Massa, o Ratinho, insistiu na pergunta: "Mas e se ela não quiser?". Lula respondeu: "A única hipótese de eu ser candidato é se ela não quiser, eu tenho dito. Na possibilidade de ela não querer, não vou permitir que um tucano volte ao poder no Brasil." 

Fernando Haddad critica gestão Kassab e elogia governo federal

  • No Programa do Ratinho, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez campanha pró-Haddad

"Não só ela quer, como estará muito forte no final do seu mandato. Poucas vezes conheci uma mulher forte e de caráter como ela. Ela trabalha como uma alucinada Sou amigo da presidente. Quando eu a lancei como candidata, diziam que eu tinha lançado um poste. E eu serei cabo eleitoral para reelegê-la", disse Lula. Ratinho emendou: "Zé Serra, você tá ralado, então."
 
"Acho que o Brasil precisa da experiência de uma mulher governando. O Brasil tem que ser governado por alguém que pense como uma mãe pensa", afirmou o ex-presidente.

Na entrevista, Lula falou sobre seu câncer, sobre o Corinthians, sobre a amizade que mantém com o apresentador e avisou que vai participar da campanha eleitoral deste ano. Na bancada com o apresentador, Lula brincou com times de futebol e disse que existem dois tipos de torcedores: os corintianos e os anticorintianos. A amizade com Ratinho também foi lembrada. "Já comi rabada na casa dele", disse o petista.

"Os efeitos colaterais do tratamento são terríveis. A garganta fica inflamada", comentou Lula ao falar sobre o tratamento do câncer de laringe. "Já faz sete meses que estou nesta luta".

Durante o programa, também foi exibido um vídeo mostrando a trajetória de Lula citando a pobreza que ele enfrentou em Pernambuco, a repressão e a vida política. O câncer de laringe, que foi diagnosticado em outubro de 2011, e o tratamento pelo qual passou, também foram lembrados. O ex-presidente foi comparado a uma fênix --pássaro da mitologia grega que renasce das cinzas-- ao falar sobre a remissão do tumor e sua consequente cura.

O ex-jogador de futebol Ronaldo gravou uma mensagem em homenagem a Lula dizendo que ele foi um exemplo, e que "todos que o amam estão felizes e contentes por ele estar de volta fazendo o que mais gosta: política".

Acompanhavam o programa, na primeira fileira, o pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e o atual prefeito de São Bernardo (ABC paulista) e também candidato à reeleição, Luiz Marinho (PT). Haddad acabou sendo chamado ao palco e usou o programa como um palanque: depois de ser enaltecido por Lula, fez críticas à administração pública de São Paulo.

Eleições

Ao ser questionado por Ratinho por que Haddad foi o escolhido para ser o pré-candidato petista à prefeitura paulistana, Lula elogiou o ex-ministro da Educação. "Achava que era o momento de apresentar uma coisa nova para a cidade de São Paulo. Acho que São Paulo precisa de alguém com o entusiasmo que ele teve cuidando da educação. Ele já está na história como o ministro da Educação que mais fez escolas técnicas no Brasil", disse o ex-presidente.