Topo

Líder do PMDB na Câmara diz que partido 'não serve apenas para carimbar decisões do governo'

Do UOL, em São Paulo

16/05/2013 10h35

O líder do PMDB na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), afirmou nesta quinta-feira (16) que "o PMDB não serve apenas para carimbar decisões do governo, queremos debater ideias”. O comentário foi feito logo após o término da sessão que aprovou a MP dos Portos, após 21h de discussão. Cunha é apontado pelo governo como principal opositor da medida.

"Nossa relação com o PT é como um casamento: somos casados, mas às vezes é preciso discutir a relação", afirmou o deputado.  Ele disse também não acreditar que a presidente Dilma Rousseff vetará a emenda que permitiu desafogar a votação da MP.

'Favorecendo a oposição'

O encerramento da sessão sem a votação às 2h, após o termino do tempo regimental, provocou novo mal-estar entre PMDB e PT. O deputado José Guimarães (PT-CE) disse que a interpretação do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), levou alguns parlamentares a "acreditar que a oposição foi favorecida". Uma nova sessão foi inciada em seguida.

Alves afirmou em seguida que nada do que ele fez durante a sessão "beneficiou nem governo, nem oposição".

Mais Política