Topo

Governo do DF cancela licitação para contratar jatinho de R$ 1,3 milhão

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), durante evento em abril deste ano - José Cruz - 15.abr.2013/Agência Brasil
O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), durante evento em abril deste ano Imagem: José Cruz - 15.abr.2013/Agência Brasil

Do UOL, em Brasília

12/11/2013 10h42Atualizada em 12/11/2013 10h47

Após a notícia de que o governo do Distrito Federal abriu licitação para contratar um jatinho para os deslocamentos do governador Agnelo Queiroz (PT), a um custo previsto de R$ 1,3 milhão por um ano, o governo do DF anunciou nesta terça-feira (12) que vai cancelar a licitação.

Em nota oficial, o governo do DF afirma que "o serviço de táxi aéreo seria usado, preferencialmente, para transporte de órgãos para transplante" e que a administração "manterá gestões junto ao Departamento de Polícia Federal para obter a doação em sistema de comodato de uma aeronave turbo-hélice modelo King Air que será destinada à captação de órgãos para transplante".

No edital publicado ontem, no entanto, o transporte de órgãos não eram citados. O edital de licitação afirmava que o serviço de táxi aéreo era necessário por causa da "execução de uma agenda intensa e diversificada de compromissos" do governador. "Sendo assim, o serviço de táxi aéreo aparece como o mais apropriado para atender essa necessidade, tendo em vista que nem todos os municípios brasileiros são atendidos pela aviação comercial regular", afirmava o documento.

O custo dos serviços foi estimado pelo governo com base na média das viagens nacionais e internacionais feitas por Agnelo. Foi fixado um preço de R$ 22,85 por quilômetro, o que totaliza uma estimativa de R$ 1,3 milhão para 60.000 km percorridos.

A nota oficial divulgada hoje pelo governo do DF afirma ainda que 'o pagamento do serviço de táxi aéreo seria feito apenas por serviços utilizados".

Mais Política