PUBLICIDADE
Topo

Política

Globo diz que nunca foi informada sobre contrato fictício de ex-amante de FHC

Mirian disse que FHC utilizou uma empresa para enviar recursos ao exterior - Reprodução/Twitter
Mirian disse que FHC utilizou uma empresa para enviar recursos ao exterior Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

18/02/2016 14h58

A TV Globo divulgou nota prestando esclarecimentos sobre a relação trabalhista com jornalista e ex-funcionária Mirian Dutra Schmidt, que foi amante do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso nos anos 1980 e 1990. O comunicado foi levado ao ar no "Jornal Hoje", na tarde desta quinta-feira (18).

Em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo", Mirian afirmou que FHC utilizou a empresa Brasil S. A Exportação e Importação para enviar recursos para ela ao exterior.

Segundo a jornalista, a transferência ocorreu por meio de uma assinatura de contrato fictício de trabalho, firmado entre 2002 e 2006. "Eu trabalhava na TV Globo e tive um corte de 40% no salário, em 2002. Me pagavam US$ 4.000. Eu estava superendividada, vivia de cartões de crédito e fazendo empréstimo no banco. Me arrumaram esse contrato para pagar o resto", disse ela ao jornal.

Em comunicado, a Globo disse que "não interfere na vida privada de seus colaboradores. Informa, porém, que jamais foi informada por Mirian Dutra de contratos fictícios de trabalho e que, se informada, condenaria a prática".

A emissora declarou ainda "que o contrato de colaboradora de Miriam Dutra foi modificado, com mudanças em suas atribuições, o que acarretou nova remuneração, tudo segundo a lei vigente no país em que trabalhava."

A emissora encerrou a nota dizendo que "durante os anos em que colaborou com a TV Globo, Mirian Dutra sempre cumpriu suas tarefas com competência e profissionalismo."

À publicação, FHC negou ter usado uma empresa para bancar Mirian, mas admitiu ter enviado recursos para o filho dela, Tomás Dutra.

Política