Ação contra Lula provoca protestos e brigas pelo Brasil

Do UOL, em São Paulo

A operação da Polícia Federal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, realizada nesta sexta-feira (4), gerou uma série de protestos, confusões e confrontos entre militantes petistas e manifestantes anti-PT em São Paulo e São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), além de manifestações em vários locais do país, entre panelaços e aplaudaços.

Em São Bernardo do Campo

 

Manifestantes pró e contra o petista se reuniram em frente ao prédio onde Lula mora, em São Bernardo do Campo (SP), enquanto a polícia fazia buscas e apreensões no local. Não demorou muito para os movimentos entrarem em confronto. O primeiro tumulto aconteceu por volta das 7h30, quando um homem de camisa vermelha agrediu um fotógrafo.

A biomédica Karina Alves de Oliveira, moradora próxima ao apartamento e grávida de dois meses, estava no local desde as 7h e contou que foi agredida. "Estava acompanhando as últimas notícias da operação, acordei, ouvi o helicóptero e vim para cá. O Brasil estava precisando disso, de chegar nele. O País precisa de uma reforma."

Os confrontos aconteceram repetidas vezes durante o dia, com gritos pró (pelo grupo liderado pelo Sindicato) e anti-Lula (maioria moradores e curiosos que chegavam ao local): "Lula cachaceiro, devolve meu dinheiro", "Lula, guerreiro do povo brasileiro". Alguns manifestantes chegaram a citar o nome da presidente Dilma Rousseff. "Agora só falta a Dilma" e qualquer sinal de manifestação, a Polícia intervinha imediatamente e até chegou a usar spray de pimenta para afastar os exaltados.

Em Congonhas

 

O Aeroporto de Congonhas, local onde o ex-presidente prestou depoimento à Polícia Federal, também foi palco de tumultos. Um grupo de aproximadamente 200 manifestantes favoráveis a Lula entraram e confronto com um pequeno grupo de manifestantes contrários e rasgaram cartazes e bonecos plásticos do petista. Algumas pessoas se machucaram no tumulto.

Sede do diretório PT

 

Ao final do depoimento à Polícia Federal, Lula seguiu para a sede do diretório do PT, no centro de São Paulo. Manifestantes a favor do ex-presidente marcaram presença no local e ovacionaram o petista com gritos de apoio. Apesar do tumulto, não foi registrado nenhum grande confronto. 

Nas ruas e no metrô de SP

 

Opositores de Lula festejaram a operação contra o ex-presidente pelas ruas de São Paulo. Teve até quem soltou fogos e agradeceu o juiz Sérgio Moro, que autorizou a condução coercitiva do ex-presidente (quando a pessoa é obrigada a depor) na 24ª fase da Lava Jato. Na linha amarela do Metrô de São Paulo, manifestantes cantaram a favor da Operação da PF. Na avenida Paulista, fogos e pixuleco marcaram as manifestações contra o ex-presidente. 

Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo
Manifestantes usam pirotecnia em protesto contra Lula na avenida Paulista, em São Paulo

Panelaços em diferentes capitais

 

À tarde, panelaços tomaram diferentes capitais brasileiras. Durante o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em apoio ao ex-presidente, várias pessoas se manifestaram no bairro de Higienópolis, na zona oeste de São Paulo, na zona sul do Rio de Janeiro, no centro de Belo Horizonte, em Curitiba e em Brasília.

Protestos fora de SP 

Durante todo o dia, foram registrados protestos em apoio ao ex-presidente e ao PT em Porto Alegre (RS), Natal (RN), Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ). Os atos foram organizados pela CUT (Central Única dos Trabalhadores). Em Brasília, um grupo usou o conhecido pixuleco --boneco de Lula vestido de presidiário-- para se manifestar contra o ex-presidente. 

Aplaudaço pela ação da PF

Já no final do dia, durante o Jornal Nacional, os oposicionistas ao governo fizeram um aplaudaço pela ação da PF que levou o ex-presidente a depor e visitou imóveis de Lula.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos