House of cards? Para revista Forbes, Lula e PT viraram um castelo de cartas

Do UOL, em Brasília

  • Reprodução/Forbes

    Reportagem da revista norte-americana Forbes compara a situação política do Brasil a um "castelo de cartas". Em inglês, a expressão usada foi "house of cards"

    Reportagem da revista norte-americana Forbes compara a situação política do Brasil a um "castelo de cartas". Em inglês, a expressão usada foi "house of cards"

A semelhança entre a crise política brasileira e a série do Netflix "House of Cards" continua inspirando o noticiário. Na última quinta-feira (10), a edição norte-americana da revista "Forbes" publicou um artigo afirmando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT são agora um "castelo de cartas" ou "house of cards", em inglês.

O artigo assinado pelo jornalista Kenneth Rapoza traz o título: "Brazil's ex-presidente Lula and his worker's party now a House of Cards" (Ex-presidente Lula e seu Partido dos Trabalhadores são agora um castelo de cartas, em tradução livre).

O jornalista avalia que a denúncia feita pelo MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) contra o ex-presidente Lula e membros de sua família marcam a queda do "legado" do ex-presidente e do PT.

"Enquanto as denúncias contra Lula podem sinalizar para o começo do fim do escândalo da Lava Jato, elas também marcam a queda do legado de Lula e do Partido dos Trabalhadores", diz a reportagem.

Ao analisar a situação do PT, o jornalista compara o partido a um "castelo de cartas". "O partido de esquerda mais poderoso do Brasil é agora um castelo de cartas. O alicerce está rachado", continua a reportagem.

O artigo diz que queda de Lula o transformou em "inimigo público número 1" do país e que a situação é uma "vergonha". "É uma vergonha que (a situação) tenha chegado a isso. Certa vez, Lula foi o presidente mais popular das Américas, se não do mundo", diz o artigo.

Na última quarta-feira (9), Lula e membros de sua família foram denunciados pelo MP-SP por lavagem de dinheiro. Os promotores chegaram a pedir a prisão preventiva de Lula, mas a Justiça ainda não se pronunciou sobre o pedido.

Os promotores paulistas afirmam que Lula e seus familiares tentaram ocultar a propriedade de um apartamento tríplex no Guarujá. O ex-presidente nega ser dono do apartamento e acusa o MP de estar agindo motivado por razões políticas. Lula também é investigado pela Operação Lava Jato.

As comparações entre o cenário político brasileiro e a série do Netflix ficaram ainda mais frequentes no ano passado, com o agravamento da crise no país. Políticos e fãs de "House of Cards" comparam o personagem principal, Frank Underwood (interpretado pelo ator Kevin Spacey), com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

No início do mês, o Netflix divulgou ações de propaganda para o lançamento da nova temporada da série que utilizavam elementos da crise política brasileira, como a carta enviada pelo vice-presidente Michel Temer (PMDB) à presidente Dilma Rousseff (PT).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos