PUBLICIDADE
Topo

Estamos preparados para qualquer ameaça, diz ministro sobre posse

Ensaio da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios na tarde deste domingo (30), em Brasília - Divulgação
Ensaio da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios na tarde deste domingo (30), em Brasília Imagem: Divulgação

Eduardo Militão

Do UOL, em Brasília

30/12/2018 17h37Atualizada em 30/12/2018 18h00

O ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) da Presidência, Sérgio Etchegoyen, afirmou que a segurança responsável pela posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), está preparada para coibir "todas as ameaças".

"Nós estaremos preparados sempre para fazer frente a qualquer ameaça", disse neste domingo (30), no Palácio do Planalto, durante entrevista coletiva depois do segundo ensaio da posse, marcada para a terça-feira (1º).

Etchegoyen respondia uma pergunta sobre investigações da Polícia Federal sobre ameaças de atos terroristas durante o evento.

O ministro disse que o GSI "não tem o direito" de descartar se ameaça tem fundamento ou não. "O fundamento ou a sustentação das ameaças estará no inquérito da Polícia Federal. Nós não temos o direito de descartar nenhuma delas nem de avaliar se essa ou aquela é mais grave", afirmou.

Etchegoyen fez questão de ressaltar que "a festa está bonita e segura". "Começa um novo período de esperança no Brasil", declarou. Depois, disse que todas as posses alimentam esperanças.

O ensaio foi realizado com os figurantes fazendo o desfile presidencial na Esplanada em carro fechado. No entanto, o sucessor de Etchegoyen no GSI, general Augusto Heleno, disse que a decisão de usar carro aberto ou fechado é exclusiva do presidente eleito. "O critério é Jair Messias Bolsonaro", afirmou Heleno.

Heleno não quis dizer que critérios de segurança recomendará ao presidente eleito no dia da posse.

Helicóptero sobrevoa a Catedral de Brasília - Divulgação - Divulgação
Helicóptero sobrevoa a Catedral de Brasília e a Esplanada dos Ministérios durante o ensaio da posse
Imagem: Divulgação

Política